Hypólito conquista prata em etapa da Copa do Mundo

Brasileiro só não consegue superar o japonês Kohei Uchimura; ginasta ainda compete no salto

AE, Agencia Estado

21 de março de 2009 | 11h34

Com uma nova série de exercícios, o brasileiro Diego Hypólito conquistou a medalha de prata no solo na etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística, na Alemanha, em sua primeira competição nesta temporada.

O ginasta obteve a nota 15,125 na final deste sábado e foi superado apenas pelo japonês Kohei Uchimura, vice-campeão olímpico no individual geral nos Jogos de Pequim, com 15,700.

Hypólito, que ficou em segundo lugar nas eliminatórias da sexta-feira, partiu da nota 16,600 na apresentação deste sábado, mas sofreu descontos na pontuação por causa de alguns erros na execução da série. Já o japonês, que partiu de 16,500, erro menos e ficou com o lugar mais alto do pódio.

"Fiquei muito surpreso com o resultado dele. Acho que ele será o meu principal rival até a próxima olimpíada. Ele é novo, tem postura e sabe competir. Ele será meu antigo Dragulescu", disse Hypólito à Sportv, se referindo ao romeno que foi o seu principal concorrente até os Jogos de Pequim.

Na sua apresentação, o brasileiro fez uma nova série de exercícios, visando ao Mundial de Londres, em outubro. O ginasta, que decidiu aposentar o movimento "Hypólito", teve problemas nas finalizações da nova sequência, o que custou a medalha de ouro.

"Estou muito satisfeito com meu desempenho, mas já estou conversando com o [treinador] Renato sobre mudanças que podemos fazer na minha série. Estou fazendo uma série muito difícil e não sei se vale a pena ter uma série tão complicada e arriscar tanto. Vamos seguir fazendo testes, analisando os movimentos, para chegar bem no Mundial de Londres", afirmou.

Ainda neste sábado, o ginasta vai disputar a final da prova de salto. Nas eliminatórias, ele conseguiu a quarta melhor nota, com 15,733. Na barra fixa, Hypólito ficou apenas na 22ª posição, dez colocação atrás do brasileiro Mosiah Rodrigues, especialista na prova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.