Paul Hackett/Reuters
Paul Hackett/Reuters

IAAF anuncia que Diamond League terá menos etapas e provas a partir de 2020

Competição deixa de ter 32 eventos para realizar 24 a partir da próxima temporada

Redação, Estadão Conteúdo

11 de março de 2019 | 11h22

A Diamond League, competição que reúne os principais nomes do atletismo, terá um novo formato a partir de 2020 com menos etapas e provas. O anúncio das mudanças foi feito nesta segunda-feira pelo inglês Sebastian Coe, presidente da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo, na sigla em inglês), em Doha, no Catar, após a reunião do Conselho Técnico.

A entidade espera que o principal circuito da modalidade seja mais atrativo para os fãs. Para isso, decidiu diminuir o número de eventos no ano de 14 etapas e duas finais para 12 e apenas uma final, com uma competição por semana. Além disso, reduzirá a quantidade de provas de 32 para 24, sendo 12 para homens e outras 12 para mulheres, tirando do cronograma provas com distâncias superiores a 3 mil metros.

A duração de cada etapa também sofrerá mudança. Das duas horas atuais, passará a ser disputado em 1 hora e meia. E algumas provas, especialmente as de lançamento (dardo, disco e martelo) serão disputadas fora do estádio, com o intuito de aproximar os torcedores dos competidores.

Após a reunião do Conselho Técnico, a IAAF não anunciou quais serão as etapas e provas que serão retiradas da Diamond League. "Estes eventos de qualidade do circuito vão atrair os melhores atletas, que em troca darão aos nossos fãs uma razão clara para seguir nossas estrelas a partir da próxima década", afirmou Sebastian Coe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.