Julio Cortez / AP
Julio Cortez / AP

IAAF contrata ex-comandante da Wada para dirigir sua unidade de integridade

David Howman ficará responsável por investigar acusações de suborno e manipulações de resultados, entre outras atribuições

Estadao Conteudo

05 de abril de 2017 | 11h54

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) anunciou nesta quarta-feira que David Howman, que comandou durante anos a Agência Mundial Antidoping (Wada), presidirá o conselho de administração da recém-criada Unidade de Integridade do Atletismo.

A IAAF explicou que o novo órgão, que vai supervisionar o combate ao doping e investigar acusações de suborno, apostas, manipulação de resultados e adulteração de idade, começou a trabalhar nesta semana sob o comando do dirigente da Nova Zelândia.

Howman ocupou o cargo de diretor-geral da Wada durante 13 anos, até deixar o cargo em julho de 2016. A IAAF diz que espera contratar o gerente operacional da unidade dentro de um mês.

A unidade de integridade para gerenciar os exames antidoping e realizar investigações foi criada após a revelação de escândalos ligados a Lamine Diack, ex-presidente da IAAF, e dirigentes de alto escalão do seu círculo íntimo. O órgão terá escritórios e sistemas de tecnologia da informação separados dos da IAAF em Mônaco, que foram alvos recentes de ataques de hackers russos.

A IAAF esteve envolvida em várias polêmicas recentes, a principal delas envolvendo um esquema de doping da Rússia, que levou o atletismo do país a ficar fora dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Ainda punida, a Rússia também não estará elegível a enviar atletas ao Mundial, agendado para agosto, em Londres.

Frank Fredericks, membro do Conselho da IAAF, também deixou seus cargos no último mês após ser acusado de envolvimento em um escândalo sobre a definição do Rio como sede da Olimpíada de 2016.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.