Timothy A Clary/ AFP
Timothy A Clary/ AFP

Sete brasileiros são convidados pela IAAF ao Mundial de Pequim

Atletas completam torneios sem número mínimo de inscritos

Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2015 | 11h53

Ronald Julião ganhou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto no lançamento do disco, mas não alcançou índice para participar do Campeonato Mundial de Atletismo. Mesmo assim, entretanto, estará em Pequim (China). Nesta quarta-feira, a Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF) anunciou que o brasileiro foi convidado para a competição.

A partir do Mundial deste ano, quando uma prova não tem o número mínimo de inscritos a IAAF convoca para as vagas remanescentes levando em consideração o ranking mundial. Julião é o 27º do mundo no disco.

O mesmo critério beneficiou outros seis brasileiros: Jonatha do Nascimento (60º nos 110m com barreiras), Felipe Vinícius dos Santos (29º do decatlo), Wagner Domingos, o Montanha (47º do martelo), Tania Ferreira e Eliane Martins (empatadas no 41º lugar no salto em distância) e Keely Medeiros (41º do arremesso do peso na temporada passada).

O caso de Keely é bastante peculiar. Ela foi cortada dos Jogos Pan-Americanos na véspera do início da competição, depois de ter sido convocada. À época, a ODEPA, quer organiza o Pan, alegou que havia mais atletas convocados do que vagas disponíveis na competição como um todo e, por isso, foi obrigada a alterar os índices necessários para cada prova.

Keely, prejudicada há um mês por falta de vagas no Pan, ficou fora da competição em Toronto mesmo tendo feito índice. Agora, vai ao Mundial apesar de não ter alcançado o índice mínimo, exatamente por haver mais vagas que atletas convocados.

Há uma semana, a CBAt havia anunciado a convocação de 48 atletas para o Mundial, de forma com que a delegação, agora, chegará a 55 brasileiros em Pequim, competindo a partir de 22 de agosto.

Marilson Gomes dos Santos, líder do ranking nacional, decidiu priorizar correr uma maratona rápida no segundo semestre e, voltando de lesão, preferiu não participar do Mundial. Além dele, o time vai ter outros três desfalques por contusão: Anderson Henriques (finalista do Mundial de 2013 nos 400m), Ana Cláudia Lemos (líder do ranking nacional nos 100m) e Joelma Souza (dos 400m). Os três integrariam os revezamentos nas respectivas distâncias.

Na lista de convocados também não consta o nome de Thiago André, que tinha índice nos 1.500m. Adriana Aparecida não poderia ser convocada porque correu a maratona do Pan. De resto, o grupo de 48 convocados inicialmente é praticamente o mesmo que deverá ir para a Olimpíada - atualmente o Brasil tem direito a exatas 45 credenciais.

Apesar de classificado para a Olimpíada, o Brasil não vai correr o revezamento 4x400m feminino, prova no qual foi finalista no Mundial de Revezamentos, em maio. A lesão de Ana Cláudia Lemos também fez a CBAt optar por não levar uma segunda reserva para o revezamento 4x100m feminino.

De resto, o Brasil vai levar o que tem de melhor a Pequim. As chances de medalha, entretanto, são restritas às provas de revezamento e ao salto com vara: Fabiana Murer, Augusto Dutra, Thiago Braz e Fábio Gomes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.