Fabrizio Bensch/Reuters
Fabrizio Bensch/Reuters

Iaaf desclassifica EUA, e Brasil vai à final do 4x100 m

Equipe americana perde a vaga por irregularidade na troca de bastão entre Shawn Crawford e Darvis Patton

AE, Agencia Estado

21 de agosto de 2009 | 19h54

A Federação Internacional de Atletismo (Iaaf) desclassificou a equipe dos Estados Unidos que disputou o revezamento 4x100 metros no Mundial de Berlim, nesta sexta-feira. A entidade rejeitou o recurso do time norte-americano e deu ao Brasil a vaga na final da prova.

 

Veja também:

especial MUNDIAL - Leia todas as notícias do torneio

forum QUIZ - Participe do teste sobre o Mundial

tabela CALENDÁRIO - Todos os eventos e horários

A Iaaf considerou irregular a última passagem de bastão da equipe norte-americana, que registrou o melhor tempo das eliminatórias, com (37s97). A troca entre os velocistas Shawn Crawford e Darvis Patton ocorreu fora da área limite da pista e causou a desclassificação do time.

A Federação Americana chegou a apelar da decisão, mas teve o recurso negado. "A equipe foi desclassificada. O julgamento do apelo manteve a decisão anterior", se limitou a dizer a porta voz da Iaaf, Anna Legnani.

Com essa punição, os americanos voltaram a decepcionar no revezamento, e não poderão defender o título mundial. No ano passado, nos Jogos Olímpicos de Pequim, os corredores deixaram o bastão cair em uma das trocas e foram desclassificados ainda nas eliminatórias da prova.

A punição aos Estados Unidos deixou a equipe brasileira na final da prova, que será disputada no sábado. A equipe formada por Vicente Lenílson, Sandro Viana, Basílio de Moraes e José Carlos Moreira, o Codó, ficou na nona posição na eliminatória desta sexta, com o tempo de 38s72, a apenas uma colocação da decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.