Wagner Carmo/CBAt
Wagner Carmo/CBAt

IAAF homologa salto e confirma novo recorde de Thiago Braz

Brasileiro saltou 5,92m em uma competição de Baku (Azerbaijão)

Estadão Conteúdo

25 de junho de 2015 | 17h33

A Associação Internacional de Atletismo (IAAF) homologou, nesta quinta-feira, o novo recorde sul-americano do salto com vara. Na véspera, o brasileiro Thiago Braz saltou 5,92m em uma competição de Baku (Azerbaijão), mas havia a dúvida se o resultado seria homologado porque a disputa ocorreu na rua e não em uma pista oficial.

Com a homologação do salto, Thiago melhora em seis centímetros o antigo recorde, que durou apenas 20 dias. O garoto, de apenas 21 a anos, é o recordista sul-americano desde 2013, quando saltou 5,83m. A marca permaneceu como a melhor da América do Sul por um ano e meio, até ser novamente batida por ele no início do mês.

Campeão mundial juvenil em 2013, Thiago Braz vem colhendo os frutos da polêmica decisão de abandonar o técnico Elson Miranda (marido e treinador de Fabiana Murer), mudar-se para Fórmia (Itália) e trabalhar exclusivamente com o ucraniano Vitaly Petrov. O treinador formou os dois maiores nomes do salto com vara em todos os tempos: a russa Yelena Ysinbayeva e o ucraniano Serguei Bubka.

Em 40 dias, Thiago venceu o Troféu Brasil (5,55m) e o Meeting de Ostrava (5,75m), foi prata em Roma (5,86m, novo recorde sul-americano) e novamente ganhou ouro em uma competição em Praga (5,75m). Em Baku, foi prata, mas saltou o mesmo que o campeão mundial Raphael Marcel Holzdeppe, da Alemanha, que também fez o melhor resultado da carreira.

Thiago e Holzdeppe agora dividem o segundo lugar do ranking mundial, atrás apenas do francês Renaud Lavillenie, que é disparado o melhor do mundo e já passou de 6,05m esta temporada. Na década, só Lavillenie e os alemães Bjorn Otto (6,01m, em 2011) e Holzdeppe saltaram tão alto quanto o brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoThiago Brazsalto com vara

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.