Iaaf pode punir Chambers por autobiografia

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf) está avaliando a possibilidade de punir o velocista britânico Dwain Chambers, que revelou em sua autobiografia, lançada no começo deste mês, ter tomado mais de 300 combinações diferentes de substâncias ilegais antes de ser flagrado no exame antidoping, em 2003.

AE-AP, Agencia Estado

20 de março de 2009 | 09h00

Os advogados estão estudando enquadrar o velocista num artigo das regras da Iaaf que proíbe os atletas de "colocar o esporte em descrédito". "A questão é como vamos conseguir proibi-lo de correr. Hoje ele é um homem livre, já cumpriu sua pena, vamos nossos especialistas vão ver se podem enquadrá-lo nessa cláusula", admitiu o porta-voz da entidade, Nick Davies.

Primeiro atleta ligado ao laboratório Balco a ser flagrado, Chambers cumpriu dois anos de suspensão, até 2005, e abriu caminho para as punições a outros atletas, como os norte-americanos Tim Montgomery e Marion Jones, que também utilizaram drogas ilegais desenvolvidas especialmente para fugir dos exames antidoping.

Depois de se envolver com outros esportes, como futebol americano, Chambers voltou a se destacar neste mês, conquistando o título e o recorde europeu dos 60 metros rasos indoor. Mas ainda deve cerca de US$ 150 mil À Iaaf, referentes a prêmios conquistados sob o uso de doping, que deveriam ter sido devolvidos.

Banido pela legislação britânica, Chambers busca na Justiça uma maneira de ser liberado para disputar uma vaga na equipe de revezamento de seu país, uma das candidatas ao título no Mundial de Atletismo de Berlim, no próximo mês de agosto. Também busca o direito de disputar os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, depois de ser vetado da seletiva britânica para Pequim, no ano passado.

Na semana passada, Chambers voltou a escandalizar a opinião pública ao revelar que voltou a trabalhar com Victor Conte, dono no Balco, agora dentro das regras: ele passou a treinar numa câmara de simulação de altitude, para aumentar a oxigenação do sangue.

Mais conteúdo sobre:
atletismoDwain ChambersIaaf

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.