Iaaf suspende nove atletas turcos por doping

Escândalo de doping pode atrapalhar a campanha de Istambul para sediar os Jogos Olímpicos de 2020

AE-AP, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 09h45

MÔNACO - A Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês) anunciou nesta quarta-feira a suspensão de nove atletas turcos que deram positivo para esteroides anabolizantes, em um escândalo de doping que pode atrapalhar a campanha de Istambul para sediar os Jogos Olímpicos de 2020.

A Iaaf explicou que todos os atletas foram suspensos por dois anos, sendo que seis dos punidos são mulheres. Seis competidores deram positivo para o esteroide estanozolol em exames feitos durante o Campeonato Universitário Turco, realizado em maio em Bursa. Este é o mesmo esteroide que o ex-velocista canadense Ben Johnson deu positivo na Olimpíada de Seul, em 1988. Entre os seis, três atletas também testaram positivo para turinabol, o esteroide difundido no programa de doping da Alemanha Oriental nas décadas de 1970 e 1980.

Os resultados positivos incluem dois adolescentes: Burcu Akmazoglu, de 17 anos, que compete no lançamento de disco, que testou positivo para os dois esteroides, e Elif Akbas, do lançamento de martelo, que teve o uso de estanozolol flagrado no exame antidoping. De acordo com a Iaaf, os outros três testes positivos envolvem dois atletas de provas de campo e um corredor.

Os casos foram confirmados dias após o presidente da Iaaf, Lamine Diack, sugerir que os dirigentes do atletismo turco "precisam limpar sua casa". Em junho, oito atletas turcos, incluindo Ersef Apak, medalhista olímpico de prata no lançamento do martelo em 2004, foram pegos em exames antidoping, e dezenas de outros teriam testado positivo antes dos Jogos do Mediterrâneo, realizados pela Turquia, em Mersin.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.