Iluminado, Cavani salva outra vez o Napoli; Hernanes brilha

Uruguaio faz de novo nos acréscimos e garante triunfo napolitano. Brasileiro marca o 1º gol da vitória da Lazio

, O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2010 | 00h00

O atacante uruguaio Cavani termina o ano em alto estilo. Depois de ajudar a seleção de seu país a surpreender na Copa do Mundo, terminando em quarto lugar, o atacante, em uma semana, salvou o Napoli, em dois jogos. Na quinta-feira, marcou nos acréscimos o gol da vitória sobre o Steaua Bucarest, classificando a única equipe italiana para a fase mata-mata da Liga Europa. Ontem, no mesmo Estádio San Paolo, e também nos acréscimos, Cavani fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Lecce, que garantiu à equipe napolitana a vice-liderança do Campeonato Italiano, a três pontos do líder Milan.

Cavani tornou-se um dos vice-líderes da artilharia (com nove gols) com um forte chute de fora da área, que eletrizou a torcida, que, àquela altura, já se conformava com o placar de 0 a 0. Com o resultado, o Napoli passou a somar 33 pontos, junto com a Lazio, mas com melhor saldo de gols que o concorrente.

Em um dia em que os jogadores brasileiros da equipe se destacaram, a Lazio venceu a Udinese por 3 a 2 no Estádio Olímpico, em Roma, e também subiu na tabela. Hernanes teve boa atuação e marcou o primeiro (seu quinto gol na Série A) logo no início. E André Dias fez a assistência do segundo gol, marcado por Biava. Um gol contra de Zapata garantiu a vitória, nos acréscimos, da Lazio sobre a Udinese, que descontou com Sanchez e Denis.

A Juventus poderia também ter chegado aos 33 pontos, mas tropeçou no Chievo, em Verona, e empatou por 1 a 1. O gol do time da casa, que no início perdeu um pênalti, saiu nos acréscimos, feito por Pellisier. Para a Juventus, que teve Giandonato expulso, marcou Quagliarella.

Real Madrid vence. O Real Madrid (com um a menos no segundo tempo: Ricardo Carvalho foi expulso) sofreu, mas conseguiu vencer o Sevilla por 1 a 0, no Santiago Bernabéu, e se manteve na perseguição ao líder do Campeonato Espanhol, o Barcelona. O gol foi de Di Maria, aos 34 minutos do segundo tempo, após brilhante jogada de Özil. Já o Atlético de Madrid derrotou o Málaga, fora de casa, por 3 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.