Twitter / Nayra Halm
Twitter / Nayra Halm

Independiente pede à Conmebol punição para o Flamengo em 2018

Time argentino relatou os incidentes ocorridos antes e depois da final da Copa-Sul-Americana

O Estado de S. Paulo

14 de dezembro de 2017 | 10h51

O Flamengo pode sofrer punições na disputa da Copa Libertadores de 2018, após os incidentes registrados no Rio de Janeiro antes e depois da decisão da Copa Sul-Americana contra o Independiente.

+ Jogadores do Independiente festejam título em janela quebrada de ônibus

O clube argentino, por intermédio de uma nota dirigida à Conmebol, pede punição para o Rubro-Negro, enumerando os problemas ocorridos na concentração do time na noite de terça-feira, quando torcedores flamenguistas se reuniram na porta do hotel e atiraram bombas na fachada do prédio. O ônibus do Independiente foi parcialmente destruído, ao ser apedrejado na chegada ao Maracanã. 

Os incidentes entre torcedores e policiais também podem ser usados para punir o time da Gávea. Pedras, sacos de lixo, paus foram atirados em direção dos policiais antes e depois do jogo, que revidavam com bombas de efeito moral e morteiros.

 

Um grupo grande de uma torcida uniformizada do Flamengo, sem ingresso, tentou invadir o estádio, mas foi impedida pela ação da polícia. 

Crianças, idosos e mulheres passaram por momentos de pânico. Carros que passavam pela região do Maracanã sofreram ações dos vândalos, que aproveitaram para roubar e furtar.

A violência dos torcedores sobrou até mesmo para a imprensa. Muitos rojões foram atirados em direção dos caminhões de transmissão.

Horas depois, brigas foram vistas em Copacabana, onde flamenguistas agrediram torcedores do Independiente que festejavam em bares do tradicional bairro carioca.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.