Inglaterra elimina Suécia e fica bem perto da vaga

English Team perdia por 2 a 1 no segundo tempo, mas mostra força e busca a vitória com muita garra

KIEV, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2012 | 03h04

A seleção da Inglaterra conseguiu dois feitos importantes ontem no Estádio Olímpico de Kiev. Primeiro: venceu sua primeira partida na competição. Segundo: acabou com as esperanças da Suécia de alcançar as quartas de final. Com um de Welbeck, aos 33 minutos da etapa final, o English Team derrotou os suecos por 3 a 2 em uma partida que teve um segundo tempo sensacional e com duas viradas de placar, para delírio dos quase 70 mil espectadores.

Com o resultado, os ingleses chegam aos quatro pontos e dividem com a França a liderança do Grupo 4. Um empate diante da Ucrânia, terça-feira, coloca a equipe na disputa das quartas de final. Já o time sueco, que tem como destaque o atacante Ibrahimovic, do Milan, se despediu do torneio, pois também foi derrotado de virada pela Ucrânia (2 a 1) na primeira rodada.

Foi a primeira vitória inglesa sobre os suecos em uma competição internacional.

A Inglaterra abriu o placar em uma jogada característica. O capitão Gerrard foi preciso ao fazer um lançamento de 40 metros na cabeça do grandalhão Carrol, que, com estilo, cabeceou forte para fazer o primeiro gol do jogo, aos 23 minutos.

Mesmo sabendo que o placar adverso os deixaria fora da competição, os suecos só foram reagir na segunda etapa. O gol de empate saiu aos 4 minutos. Glen Johnson fez contra, após disparo do zagueiro Mellberg.

Dez minutos mais tarde, o mesmo Mellberg colocou os escandinavos à frente, ao cabecear livre de marcação dentro da área inglesa.

Mas a alegria sueca durou pouco. Aos 19 minutos, Walcott, que havia entrado no lugar de Milner apenas três minutos antes, pegou um rebote na entrada da área e bateu sem muita força. O goleiro Isaksson foi mal para a bola e o empate estava mais no placar. O jovem atacante do Arsenal ainda teria tempo para participar do gol da vitória do English Team. Aos 33, ele partiu veloz pela direita e passou para Webeck, que de forma acrobática finalizou para delírio dos torcedores ingleses em Kiev.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.