Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Inglaterra recebe a Holanda no primeiro jogo após a saída de Capello

Confronto entre Alemanha e França, em Bremen, é destaque no dia de amistosos internacionais

O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2012 | 03h05

LONDRES - A Inglaterra recebe nesta quarta-feira, às 17 horas, a Holanda em Wembley para sua primeira partida depois que o técnico italiano Fabio Capello pediu demissão. E outra expectativa dos ingleses é saber quem o técnico interino Stuart Pearce - que dirige a seleção sub-21 do país - var designar como capitão.

A decisão da Federação Inglesa de destituir o zagueiro John Terry, do Chelsea, do posto de capitão, por estar respondendo a um processo por ofensas racistas contra Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, levou Capello a deixar o cargo. O mais cotado para usar a braçadeira é o meia Steven Gerrard, do Liverpool. "A decisão é de Stuart Pearce, mas seria muito bom ser o capitão", admitiu Gerrard.

A Holanda confia no oportunismo de Van Persie, do Arsenal, e Huntelaar (Schalke 04), artilheiros do Campeonato Inglês e Alemão, respectivamente.

Outro grande confronto será realizado em Bremen. Em grande fase, a Alemanha - ganhou todos os seus jogos nas Eliminatórias para a Eurocopa e derrotou Brasil e Holanda com autoridade em amistosos ano passado - medirá forças com a França.

O técnico Joachim Löw não poderá contar com o lateral Phillip Lahm nem com o meia Schweinsteiger, ambos do Bayern de Munique. O desfalque dos franceses será o centroavante Benzema do Real Madrid.

Em Málaga, a Espanha recebe a Venezuela. O treino de ontem foi visto por dez mil entusiasmados torcedores. Mesmo sem Xavi, do Barça, o meio de campo impõe respeito: terá Busquets, Xabi Alonso, Fábregas e Iniesta.

A Argentina enfrentará a Suíça em Berna. O técnico Alejandro Sabella escalou um ataque poderoso, com Higuaín, Agüero e Messi. A deficiência, porém é a falta de criatividade no meio, com Gago, Mascherano (que no Barcelona joga na zaga) e Sosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.