Ingleses transmitem jogo pelo Facebook

Partida entre o Ascot e o Wembley abre a Copa da Inglaterra e poderá ser vista pelos 700 milhões de integrantes da rede

, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2011 | 00h00

A partida entre os desconhecidos Ascot United e Wembley FC, que normalmente teria público em torno de 100 pessoas, pode chegar a ser vista por até 700 milhões de espectadores em todo o mundo amanhã. É que o confronto entre os dois pequenos times britânicos, que abre a Copa da Inglaterra, será o primeiro jogo transmitido ao vivo pela internet através da mais popular rede social do planeta.

A Federação Inglesa (FA) fechou uma parceria com um de seus patrocinadores, a fabricante de cerveja Budweiser, para que a competição mais antiga do futebol mundial tenha jogos transmitidos no Facebook, através da página de perfil da cerveja (facebook.com/budweiserUk).

Segundo executivos da empresa e dirigentes da FA, os planos são para que haja outras transmissões da Copa da Inglaterra via Facebook até o final da fase preliminar da competição - em que só times pequenos disputam. Depois dessa etapa do torneio as emissoras de tevê que compraram os direitos de transmissão da Copa (ITV e ESPN) têm exclusividade.

"Como um parceiro de longa data do futebol a Budweiser achou que a melhor forma de demonstrar esse comprometimento com o esporte é participar de uma transmissão como essa, mostrando o primeiro jogo da Copa da Inglaterra quando a competição completa 140 anos", afirmou Ian Newell, responsável pela diretoria de marketing da cervejaria na Inglaterra.

Os dirigentes dos clubes ficaram eufóricos com a potencial exposição que os times terão na temporada e que certamente será inédita para eles..

"Participar da primeira partida de uma Copa da Inglaterra já é uma grande honra. Ter uma partida nossa como a primeira transmitida para uma audiência mundial através de uma rede social é algo fantástico", disse o presidente do Ascot, Mike Harrison.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.