Início da etapa portuguesa de surfe é adiado por ressaca

Competição tem início remarcado para essa segunda-feira, mas existe possibilidade de novo adiamento, caso mar não melhore

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2014 | 08h53

O mar amanheceu de ressaca e o primeiro dia da etapa de Portugal do Circuito Mundial de Surfe, na praia de Supertubos, em Peniche, foi adiado. Com vento forte e muita chuva, uma tempestade chegou ao litoral português e a competição foi remarcada para iniciar nesta segunda-feira, mas com possibilidade de novo adiamento.

Segundo comunicado Associação dos Surfistas Profissionais, a tempestade tem características de "furacão" no oceano e deve continuar pelo menos até segunda-feira de manhã. O prazo para o término do evento é dia 23, mas a entidade acredita que nos próximos dias a praia de Supertubos terá boas condições de disputa.

O evento pode marcar o título inédito de um brasileiro na elite do surfe. Gabriel Medina lidera o ranking mundial, com boa vantagem sobre o norte-americano Kelly Slater, e se vencer a etapa será consagrado campeão independentemente de qualquer resultado de seus rivais em Portugal e na próxima etapa, em Pipeline, no Havaí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.