Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Iniesta endossa discurso espanhol de respeito ao Taiti

Mesmo com adversário quase todo amador, volante pede respeito

LEONARDO MAIA E TIAGO ROGERO, Agência Estado

19 de junho de 2013 | 16h04

RIO - Um dos prováveis jogadores que serão poupados no jogo desta quinta-feira, contra o Taiti, no Barcelona, o meia Iniesta endossou o discurso de toda seleção espanhola, pregando respeito ao adversário quase todo amador (só um jogador taitiano é profissional). "A maior expressão de respeito que um jogador pode receber é ver que seu rival está levando ele a sério. Os respeitamos como a qualquer outra seleção e vamos entrar em campo para jogar direito, tentando ganhar e fazer gols", afirmou o craque da Espanha e do Barcelona.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, Iniesta disse que a Espanha conquistou nos últimos anos o direito de se sentir importante e favorita nas competições que disputa - é a atual campeã mundial e bicampeã europeia. "Sentimos que as pessoas nos respeitam por nosso jeito de fazer as coisas, e isso já foi confirmado por títulos. Então, vamos tentar isso nesta Copa e daqui para frente continuar com esse padrão de manter as coisas direito e conquistar títulos", avaliou.

Já o zagueiro Raul Albiol, que, como o titular Piqué será poupado, ganhará sua chance nesta quinta-feira, foi menos cauteloso. "Sabemos que somos os favoritos e temos de vencer. Mas não podemos chegar lá sem humildade", avisou o jogador do Real Madrid, lembrando que o Taiti levou de 6 a 1 da Nigéria na estreia na Copa das confederações. "Eles não têm nada a perder, entrarão em campo motivados e nós também."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.