Integrantes da seleção de ginástica lamentam construção tardia de CT

Para os integrantes da seleção brasileira de ginástica artística masculina, a construção do novo centro de treinamento da modalidade foi entregue tardiamente para a preparação visando a Olimpíada. A inauguração do local foi realizada nesta sexta-feira, no Rio, 19 meses antes do início dos Jogos.

MARCIO DOLZAN E RONALD LINCOLN JR., Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2015 | 15h46

O coordenador técnico da seleção brasileira masculina, Leonardo Finco, considerou que o CT deveria estar pronto quando o Brasil foi escolhido como sede da Olimpíada. "A vontade era de ter começado esse trabalho em 2009. Este centro é igual ou melhor que o dos nossos adversários", elogiou durante a inauguração. "Só que as outras seleções levam vantagem por terem mais tempo de treinamento em conjunto em um centro de nível como este. Mas antes tarde do que nunca."

Nos últimos anos, os atletas da seleção masculina treinaram quase sempre separadamente, em seus clubes. Em média, três vezes por ano eles se reuniam por cerca de 20 dias para treinarem juntos. A expectativa da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) é que os atletas possam se dedicar em equipe aos treinamentos por períodos mais longos no novo ginásio. "Olha, o problema maior não era criar um centro, era ter um bom local, no Rio é difícil. Ter conseguido foi importante, porque é perto dos locais de competição", disse a presidente do CBG, Luciene Resende.

O CT fica a poucos metros do Parque Olímpico, o que propicia aos atletas um pouco do clima dos Jogos. "Espero que a estrutura que temos no CT ajude a melhorar nossos resultados. Estar ao lado do Parque proporciona o dia olímpico todos os dias", comemorou o bicampeão mundial Diego Hypólito. "Poderia ter sido construído antes", lamentou o campeão olímpico Arthur Zanetti. "Mas, o importante é que está pronto."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.