Inter e Roma ficam no zero e técnicos se complicam

Clássico teve baixo nível e o resultado mantém os dois times em crise. Cagliari vence outra e fica na liderança provisória

, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2011 | 00h00

ROMA

A Internazionale e a Roma fizeram muito pouco para amenizar a situação de seus técnicos no clássico de ontem. O jogo, em Milão, tinha tudo para ser destaque na segunda rodada do Campeonato Italiano, mas não saiu do 0 a 0 e deixou tanto Gian Pero Gasperini (Inter) e Luis Enrique em uma situação embaraçosa, já que as duas equipes não começaram bem a temporada.

A situação da Inter é mais complicada. A equipe milanesa perdeu os três primeiros jogos da temporada, incluindo o vexame diante do inexpressivo Trabzonspor, da Turquia, em Milão, pela Copa dos Campeões. Nos outros jogos, a Inter perdeu do Milan na final da Supercopa italiana e também foi derrotada na estreia no Italiano pelo Palermo, de quem sofreu quatro gols - na primeira vez sete anos em que isso acontece na liga nacional.

A Roma também está enfrentando uma crise. Depois de perder na estreia do torneio nacional em casa para o Cagliari, também foi derrotada pelo Slovan Bratislava, pela Liga Europa.

O jogo no San Siro, porém, foi movimentado, apesar do placar em branco. Ambos os lados criaram chances mas o nervosismo acabou prevalecendo. "Não estamos tendo muita sorte", tentou explicar o atacante Zarate, da Inter. "Temos bom entendimento com o técnico Gasperini, mas temos de melhorar nosso desempenho para vencermos."

Zarate e o uruguaio Diego Forlán foram contratados com o dinheiro da venda de Eto"o para o futebol russo. Mas ainda não estão entrosados. "Foi uma pena não termos aproveitado as chances", lamentou Gasperini.

No hospital. Por precaução, o goleiro Stekelenburg, da Roma, vai passara a noite sob observação em um hospital de Milão, depois de um choque com o zagueiro brasileiro Lúcio, que acertou a cabeça do holandês. O goleiro chegou a perder a consciência, aos 16 minutos do primeiro tempo. O brasileiro levou cartão amarelo no lance. Depois de uma tomografia realizada ontem, nenhum hematoma foi localizado no cérebro do jogador.

Também ontem, o atacante brasileiro Thiago Ribeiro marcou um dos gols da vitória do Cagliari sobre o Novara por 2 a 1. Com o segundo triunfo, o time da Sardenha dorme na liderança com seis pontos.

Hoje a Juventus, que começou vencendo, pode recuperar a liderança no jogo contra o Siena. Já o Milan tem um jogo bastante complicado contra o Napoli no Estádio San Paolo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.