Inter perde a chance de grudar na Juventus

Time foi muito prejudicado pelo árbitro e empatou em casa com o Cagliari por2 a 2

O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2012 | 02h02

Um erro tremendo do árbitro Piero Giacomelli no finalzinho da parida impediu a Inter de encostar na líder Juventus (que sábado empatou com a Lazio) e enfureceu jogadores, técnico e dirigentes. Ele não marcou um pênalti claro sobre Ranocchia, e com isso o jogo com o Cagliari no San Siro terminou 2 a 2. Se tivesse ganho, a Inter teria saído da rodada a apenas dois pontos da Juve - agora está a quatro.

"Já vi esse filme há alguns anos e não gostaria de revê-lo. Fomos prejudicados pela arbitragem nos três últimos jogos", disse o presidente Massimo Moratti, insinuando que a Juventus está sendo favorecida - o time de Turim é historicamente apontado na Itália como o mais beneficiado pelos árbitros.

O técnico Andrea Stramaccioni ficou furioso com o erro de Giacomelli, e de tanto reclamar foi expulso. Quando a partida acabou, os jogadores falaram poucas e boas para o árbitro. Por decisão da diretoria, o elenco e a comissão técnica deixaram o estádio sem falar com a imprensa.

O erro do árbitro foi claro, mas não pode esconder as falhas cometidas pelo time. A Inter saiu na frente com um gol de Palacio, mas não soube matar o jogo e deu muitos espaços para o Cagliari. Os visitantes viraram o placar com dois gols de Sau, e só tomaram o empate aos 37 minutos do segundo tempo numa bobeada do zagueiro Astori, que marcou contra ao tentar cortar um cruzamento que ia nas mãos do goleiro.

O destaque do domingo foi a Fiorentina, que goleou a Atalanta por 4 a 1 e alcançou o Napoli na terceira colocação com 27 pontos. Gonzalo Rodriguez, Aquilani (2) e o veterano Luca Toni marcaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.