Daniele Badolato/AP
Daniele Badolato/AP

Inter vai em busca da reabilitação no Italiano

Contra o Cagliari, time tenta mostrar que a derrota para a Atalanta não passou de um acidente de percurso

O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2012 | 02h06

A derrota por 3 a 2 para a Atalanta na rodada passada acabou com uma sequência de dez vitórias da Inter - incluindo jogos do Campeonato Italiano e da Liga Europa -, mas não abalou a confiança do elenco dirigido por Andrea Stramaccioni, o técnico mais jovem da Série A (tem 36 anos). E a equipe pretende demonstrar isso no jogo de hoje contra o Cagliari no San Siro.

Sob comando de Strama, como ele é chamado na Itália, o time já mostrou que aprende com os tropeços e não abaixa a cabeça. Foi assim depois da humilhante derrota por 2 a 0 para o Siena em Milão. A partir dali o treinador adotou um sistema com três zagueiros, e viu a Inter dar início à série de triunfos que só foi interrompida domingo passado. Os três mais importantes foram sobre Fiorentina (2 a 1), Milan (1 a 0) e Juventus (3 a 1 fora de casa).

O desempenho da equipe na temporada dá aos jogadores a certeza de que a derrota para a Atalanta foi um acidente de percurso, e que será possível lutar pelo título até o fim. "Já mostramos que temos capacidade de reação, a vitória de virada sobre a Juventus é uma prova disso. Vamos brigar pelo título", afirma o capitão Zanetti, que aos 39 anos continua rendendo o suficiente para ser titular.

O volante Cambiasso concorda com o companheiro. "As derrotas fazem mal, mas nossa equipe já tem uma identidade e sabe o que quer. Não tenho dúvida de que temos condição de ganhar o campeonato."

O bom trabalho de Stramaccioni - não apenas para fazer o time jogar bem, mas também para conduzir o elenco - arranca elogios de velhas glórias do futebol do futebol italiano.

O ex-goleiro Dino Zoff, campeão do mundo em 1982, está impressionado com o desempenho do jovem comandante da Inter. "Stramaccioni é uma grande revelação, e está fazendo um trabalho fantástico. Seu time é rápido e dá pouca chance para o adversário se organizar."

Roberto Baggio, craque da seleção na década de 90, é outro que se rende a Stramaccioni. "Gosto muito da sua Inter."

Reforços. Para a partida de hoje o time tem à disposição dois jogadores importantes que estavam machucados: os zagueiros Ranocchia e Samuel. Por precaução, apenas o primeiro deve começar jogando. Ele formará o trio defensivo com Silvestre e o brasileiro Juan - que virou titular depois da derrota para o Siena e se firmou no time.

Os quatro meio-campistas serão Zanetti, Cambiasso, Gargano e Nagatomo. E o ataque terá Palacio, Milito (artilheiro da equipe com sete gols) e Cassano.

O segundo técnico mais jovem do campeonato também bom trabalho. Vincenzo Montella, de 38 anos, dirige a Fiorentina, que está no bloco das equipes que brigam por vaga na Copa dos Campeões. Hoje seu timereceberá a Atalanta e terá o lateral colombiano Cuadrado, que quarta-feira fez gol no Brasil no amistoso disputado em Nova Jersey.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.