Investidores ajudam e Robinho recebe com 4 dias de atraso

Investidores ajudam e Robinho recebe com 4 dias de atraso

Santos recorre a ajuda para honrar salário de R$ 1 milhão referente a [br]fevereiro. O de março não preocupa a diretoria

Sanches Filho, ESPECIAL PARA O ESTADO, SANTOS, O Estadao de S.Paulo

30 de março de 2010 | 00h00

O Santos admite que recorreu aos seus futuros investidores (GUIA) para que Robinho recebesse, com quatro dias de atraso, o salário de R$ 1 milhão referente a fevereiro. Com relação a março, os dirigentes garantem que não haverá problema, mesmo que não sejam fechados os contratos com os quatro parceiros que se encarregariam de completar os salários do jogador. O craque, em recuperação de lesão, não deve ainda atuar domingo, contra o São Caetano, no ABC.

Pelo projeto, caberá ao clube pagar R$ 150 mil por mês a Robinho e o restante será dividido entre quatro cotistas, em troca da exploração da imagem do jogador em campanhas de publicidade. Mas, dois meses depois de ele ter sido repatriado do Manchester City, oficialmente não foi assinado nenhum contrato de parceria para ajudar no pagamento do salário.

Os dirigentes afirmam que, satisfeita com o retorno do patrocínio das mangas das camisas do time, a Seara vai fechar contrato também para ocupar os espaços do peito e das costas, o que representaria, no total, uma receita de R$ 15 milhões por ano. Além disso, a empresa do ramo de alimentos quer Robinho para divulgar os seus produtos durante a Copa do Mundo e deve assumir uma das parcelas do seu salário. Inclusive já teria antecipado parte do total do contrato, o que permitiu que o Santos devolvesse os R$ 850 mil do salário de fevereiro de Robinho aos investidores. Segundo os dirigentes, a segunda cota está acertada e as negociações para uma terceira estão perto da conclusão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.