Iphan retira embargo e libera corrida aérea no Rio

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) anulou nesta sexta-feira o embargo que tinha feito na última terça e liberou a realização da Red Bull Air Race, a corrida aérea, marcada para o dia 9 de maio, no Rio. Para tanto, os organizadores do evento atenderam as exigências do órgão.

AE, Agência Estado

30 de abril de 2010 | 20h47

Após visita técnica, o Iphan atestou que a organização da corrida aérea, uma espécie de disputa acrobática entre aviões, está preparada para garantir a preservação do Parque do Flamengo, onde acontecerá o evento e que faz parte do Patrimônio Histórico Nacional.

O Rio receberá a terceira das oito etapas da temporada da Red Bull Air Race, que é conhecida como a "Fórmula 1 Aérea" - passou antes por Abu Dabi e Austrália. A liderança do campeonato, que conta com o piloto brasileiro Adilson Kindlemann, é do britânico Paul Bonhomme.

Tudo o que sabemos sobre:
corrida aéreaIphan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.