Iraque volta a fazer parte do COI

Com a volta do Iraque ao Comitê Olímpico Internacional (COI), os iraquianos poderão disputar os Jogos de Atenas, em agosto, sob sua própria bandeira e não mais com a bandeira olímpica. Nesta sexta-feira, em Atenas, o Comitê Executivo do COI revogou a suspensão imposta ao Comitê Iraquiano em maio de 2003, após a derrubada do regime de Saddam Hussein pelas forças da coalizão ? a Comissão de Ética do COI confirmou as denúncias de atrocidades cometidas contra os atletas pelo antigo presidente da entidade, Udai Hussein.No dia 29 de janeiro, Ahmed al-Sammarai, um ex-general que passou 20 anos no exílio, foi eleito presidente do novo Comitê do Iraque. ?É um grande momento para os atletas iraquianos?, festejou o dirigente. ?Estamos começando do zero e este é o primeiro passo.?Cerca de 25 iraquianos devem disputar provas de atletismo, luta, natação, boxe, levantamento de peso e tae kwon do. O COI e países como EUA e Japão já se mobilizaram para ajudar os atletas do Iraque com equipamento esportivo e locais de treinamento.Com a volta do Iraque, o COI atinge o recorde de 202 membros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.