Irmãos Hypólito devem sair do Flamengo

Os irmãos de ouro da ginástica artística brasileira, Daniele e Diego Hypólito, estão de malas prontas para deixar o Flamengo. Apesar de jurar amor ao clube que o revelou, o atleta veio nesta sexta-feira ao Rio para conversar sobre as três propostas que recebeu para deixar a agremiação, acompanhado por seu técnico Renato Araújo. Em uma delas, ele pode levar, inclusive, a sua irmã. Diego foi claro em sua reivindicação ao Flamengo: quer ganhar salário. Para fundamentar seu pedido, o atleta recorreu ao histórico de cinco medalhas de ouro nos exercícios de solo, obtidas em etapas da Copa do Mundo, além da recente e mais representativa conquista, o Campeonato Mundial, no mesmo aparelho, há uma semana, em Melbourne, na Austrália. ?Reconheço a situação difícil do Flamengo. Agora, é mais do que justo ganhar salário e eu quero receber. Tenho onze anos no clube e preciso aproveitar o meu momento?, cobrou Diego, lembrando que, no início de 2005, os dirigentes rubro-negros já haviam prometido remunerá-lo até o término da temporada. Só que o acordo não foi cumprido. ?Se eu não fizer meu pé-de-meia agora, não sei o que vai acontecer no futuro?. O principal ginasta do País deu um prazo até o início de janeiro para o Flamengo tentar viabilizar um patrocínio para custear seus salários. Mas, o principal problema é o de que, aparentemente, o Flamengo não está fazendo questão de contar com Diego. De acordo com o vice-presidente do Flamengo, Bruno Lourenço, é ?uma situação desinteressante? ter um atleta, como Diego, treinando com a seleção permanente, no Centro Olímpico de Curitiba, sem poder explorar a sua imagem no clube. Apesar da afirmação, o dirigente assegurou que o clube fará ?o possível? para ficar com o ginasta. E, para ter Diego representando o clube, o Flamengo pode ser preparar para pagá-lo o mínimo de dez mil reais mensais. Esse foi o valor citado pelo ginasta ao lembrar que sua irmã recebia este montante quando estava em sua melhor fase. Atualmente, Daniele, não é remunerada pelo clube. A indicação de que Diego não deverá permanecer no Flamengo foi dada pelo seu treinador, Renato Araújo. ?A proposta é boa. Já até conversei com a minha família e com a família dele (Diego)?. A parceria entre os dois já perdura por 11 anos e o técnico já frisou que o próximo objetivo da dupla será a conquista de uma medalha olímpica em Pequim/2008, admitindo que seu destino está preso ao do pupilo. Outro indício da saída foi a recusa de Diego em vestir a camisa do Flamengo, optando por segurá-la, durante o desfile pelas ruas do Rio, em carro aberto do Corpo de Bombeiros ? abortado no meio por causa da chuva ? preferindo permanecer com a blusa de seu patrocinador. O atleta só aceitou trajar a vestimenta para conceder entrevista a uma emissora de TV, que relutou em fazer a matéria com a blusa da empresa administradora de transações com cartões de crédito.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2005 | 18h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.