Ironman do Havaí chega a 25ª edição

O Ironman do Havaí, prova mais importante do triatlo mundial - 3,8 km de natação, 180km de ciclismo e 42.195 metros de corrida - comemora neste sábado a sua 25ª edição com recorde de inscritos: são 1.758 competidores de 50 países. A largada será às 7 horas (14 horas de Brasília). A carioca Fernanda Keller, de 40 anos, única representante do Brasil na categoria profissional, participa pela 17ª vez consecutiva da prova e luta pela inédita medalha de ouro no Havaí. "Sempre obtive bons resultados. Mas a vitória é meu maior objetivo", disse . Outros 11 brasileiros representam o País nas categorias amadoras por faixas etárias. Com seis medalhas de bronze na prova (1994/95/97/98/99/2000), Fernanda é uma das favoritas da prova ao lado da atual campeã mundial, a suíça Natascha Badmann e a canadense Lori Bowden, medalha de bronze no ano passado e a sul-africana, naturalizada norte-americana Paula Newby-Fraser, octacampeã e recordista da prova (8h55min28). No masculino, o norte-americano Timothy De Boom, atual campeão, o canadense Peter Reid vice-campeão no ano passado e o neozelandês Cameron Brown (bronze) são os favoritos. O segredo da longevidade de Fernanda no triatlo? "Amo o triatlo. É o que mais gosto de fazer na vida." E não tem data para se aposentar. "Enquanto acordar com a mesma vontade de treinar, estarei competindo." Fernanda detém o recorde sul-americano da prova com 9h24min30 (1999) e ficou em 5º lugar no ano passado. Foi premiada pela organização do evento com o título de "Miss Consistence" pela sua presença e freqüência de bons resultados nos últimos anos, classificando-se sempre entre as dez melhores, desde 1992. Apesar de toda experiência, na véspera da prova ela não escondeu a ansiedade. "Sempre sinto um frio na barriga, como se fosse a primeira vez. Mas na hora da largada tudo passa e só consigo pensar na prova. Estou muito bem preparada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.