Irritado, Andrés desafia rival a dar WO contra o Fluminense

Presidente fica nervoso com declaração de cartola palmeirense, mas volta a [br]dizer que, se perder título, será por culpa do Corinthians

Amanda Romanelli ENVIADA ESPECIAL / ASSUNÇÃO, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2010 | 00h00

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, desafiou o diretor de futebol do Palmeiras, Wlademir Pescarmona. "Vamos ver se eles terão peito", disse Andrés, referindo-se às declarações do palmeirense que, após a eliminação de seu time na Copa Sul-Americana, afirmou que daria WO contra o Fluminense, domingo, se pudesse.

Andrés disse que, para ele, não interessa a formação que outros clubes colocam em campo no Campeonato Brasileiro. "Se o Corinthians perder o título, não vai ser por culpa de ninguém. Vai ser por culpa nossa, culpa minha. O Palmeiras tem 35 jogadores no elenco, eles podem colocar quem eles quiserem para jogar. Agora, se o WO é um desejo, e se ele tiver peito, que dê WO."

O presidente corintiano reclamou, também, da postura da imprensa na reta final do torneio nacional. "No começo da competição, todo mundo colocou time reserva e ninguém falou nada. Agora fica essa história de mala branca, preta, de entregar jogo."

Andrés passou os últimos dois dias em Assunção, no Paraguai, onde acompanhou o sorteio dos grupos da Taça Libertadores da América de 2011 (leia reportagem na pág. 4). O dirigente aproveitou o contato com a imprensa para fazer uma promessa à torcida corintiana: o clube não deve perder jogadores para a próxima temporada - ou, se perder, serão pouquíssimos, garantiu. "Aprendemos, neste ano, que se deve manter a base." O time vendeu os direitos de três atletas importantes no meio da temporada passada - Douglas, Christian e André Santos - e precisou reestruturar a equipe. O dirigente informou que o clube deve contratar três ou quatro jogadores experientes e não espera perder nenhum atleta além do zagueiro William, que vai se aposentar. "Todos os outros jogadores têm contrato em vigência."

Miranda? Andrés negou, também, que Miranda ou Alex Silva tenham sido contatados para substituir o capitão corintiano. "Isso é mentira, coisa plantada por empresários. Além disso, eu não sou como o São Paulo, que fica buscando jogador que tem contrato com outro time", falou, aproveitando mais uma ocasião para cutucar o eterno rival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.