Irritado, Jorginho diz que Lusa foi melhor

No vestiário, treinador da Portuguesa afirma que o São Paulo não jogou no segundo tempo e atribui derrota a erros isolados

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2011 | 00h00

A Portuguesa levou o segundo gol no momento em que ensaiava uma pressão sobre o São Paulo. Inconformado com as chances perdidas, o técnico Jorginho se irritou ao falar da atuação da equipes na Arena Barueri. "O (goleiro) Wéverton apenas assistiu ao jogo no segundo tempo. Foi isso ou não foi?", exaltou-se, questionando um repórter no vestiários, após a partida.

Para o técnico, o São Paulo venceu graças a duas vaciladas de sua defesa - e não hesitou em dar nome aos bois. "No primeiro gol, a jogada surgiu nas costas do Ademir Sopa e, no segundo, o Ronaldo errou um passe e a nossa defesa estava aberta. Não tivemos a mesma capacidade de finalização que o São Paulo teve", lamentou Jorginho.

O elenco da Lusa seguiu na mesma toada e lamentou a chance de ter desperdiçado oportunidades quando esteve melhor na partida. "A gente sabia da dificuldade de enfrentar o São Paulo, mas conseguimos fazer um duelo equilibrado. Jogamos de igual para igual e tivemos em alguns momentos melhor na partida, mas em dois erros sofremos os gols", afirmou Ademir Sopa.

O são-paulino Juan admite que a estratégia ousada de Jorginho, que pôs os atacantes Rafael Silva e Ronaldo e o meia ofensivo Ananias após o intervalo, dificultou as coisas. "A Portuguesa voltou no segundo tempo com muitos atacantes, então é normal termos sofrido pressão", afirmou o lateral do São Paulo.

Pouco empolgante. Classificada em jogo dramático com o São Bernardo na rodada final, a Portuguesa não empolgou na primeira fase e ficou mais enfraquecida com a saída de Héverton - o meia foi emprestado em fevereiro, após confusão com torcedores da Lusa depois da derrota para o próprio São Paulo, por 3 a 2, no Canindé.

Eliminada no Estadual, a Lusa encara agora o desafio de voltar à Série A do Campeonato Brasileiro. "O Paulistão já ficou para trás. Agora é hora de pensar na Série B. Todos no clube sabem da importância do acesso, então o trabalho começa já", afirmou o técnico Jorginho ao site oficial do clube. O time retorna aos treinos amanhã na preparação para a estreia no dia 21 de maio, contra o Náutico, no Canindé.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.