Irritado, Mancini muda Santos

Técnico testa quatro alterações para pegar o S. André

Sanches Filho, SANTOS, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2009 | 00h00

Vágner Mancini ficou irritado com a apatia dos meias e dos atacantes no clássico contra o Corinthians e ameaça trocar quase meio time para enfrentar o Santo André, hoje, às 19h30, na Vila Belmiro. No treino tático de ontem à tarde, no CT Rei Pelé, ele trocou Fabiano Eller por Domingos, Rodrigo Souto por Pará, Lúcio Flávio por Paulo Henrique e Roni por Madson. Um dos que mais correm o risco de ir para a reserva é Lúcio Flávio. "Ele ainda não fez bons jogos. Melhorou em relação ao início do ano, mas o encaixe na equipe ainda não aconteceu. Estamos aguardando, mas tudo tem limite", disse Mancini.Como o time despencou na classificação - está em sexto -, Mancini sabe que não dá para fazer experiências ou esperar pela reação de alguns jogadores. Derrota ou empate hoje pode representar o fim do Paulista. "O que mais me irritou contra o Corinthians foi ver os nossos atacantes e meias não enfrentarem os zagueiros. Aceito que o atleta erre, mas não que tenha medo."Sobrou também para Madson, que vinha sendo elogiado. "Ele tem de ser mais objetivo." Nem Kléber Pereira escapou. "Precisa ser mais guerreiro e ajudar o time. Não peço para que volte para ajudar na marcação porque já tenho dois jogadores que fazem isso por ele. Mas tem que comer grama." Apesar do descontentamento, o treinador acha que nem tudo está perdido. "A tabela nos é favorável porque vamos enfrentar equipes que estão na briga. Se ganharmos do Santo André estaremos de volta à disputa, mas precisamos matar também a Portuguesa e o Barueri."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.