Irritado, Marcos abandona treino

Capitão palmeirense fica nervoso com as falhas de marcação do time e deixa o campo do CT no meio das atividades de ontem

Ana Paula Garrido, O Estadao de S.Paulo

23 de março de 2010 | 00h00

A crise voltou ao Palmeiras. A derrota por 2 a 0 para a Ponte Preta no sábado, em casa, deixou o time com remotas chances de se classificar para as semifinais do Campeonato Paulista. E a situação ontem parece ter ficado ainda mais complicada.

Marcos abandonou o mini coletivo, com oito jogadores para cada lado, muito irritado com a falta de ajuda na defesa. O goleiro havia pedido que o meia Diego Souza voltasse para marcar. Diego não atendeu a seu pedido e o meia Joãozinho fez o gol: primeira bronca no time. Logo em seguida, sofreu mais um gol e pediu para ser substituído: "Não jogo mais nessa p....", esbravejou o capitão alviverde.

Marcos colocou a mão na coxa direita, numa alusão de que teria se contundido no treino, mas saiu andando normalmente. O médico do grupo, Otávio Vilhena, disse que ainda iria examiná-lo, mas, a princípio, não parecia ser nenhuma lesão. O goleiro já havia demonstrado insatisfação com a equipe neste ano, após perder por 3 a 1 para o Santo André, quando anunciou que jogaria só até o fim do ano.

Ontem, Marcos começou o treino tranquilo, até riu com os colegas, durante brincadeira de "bobinho", em que um jogador fica no meio de um grupo tentando roubar a bola. Mas bastou aparecerem os erros para o goleiro reagir. No seu lugar entrou Carlos, conhecido como Alemão, para o treino no campo reduzido.

Marcos tentou se explicar pelo site oficial do clube. "Eu estava gritando com os companheiros para poder acertar o posicionamento da equipe. Eu sempre me comporto assim nos treinamentos. Isso é de treino, não sou só eu que faço isso. O problema é que tudo o que eu falo vira notícia", reclamou. O atleta admitiu alguns palavrões. "Eu estava reclamando porque como eu poderia treinar com essa m... (dor)? Só que quando eu falo palavrão também vira notícia."

O técnico Antônio Carlos havia admitido no fim da última partida que o foco do time agora é a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Um dos reforços para tais missões já começou a treinar. O lateral-direito Vitor, vindo do Goiás, correu em volta do campo. Será apresentado oficialmente nesta semana.

Momento de descontração. Se o clima no campo estava tenso, parte da torcida surpreendeu ao comparecer para homenagear o elenco. Dois jogadores exatamente: Cleiton Xavier e Lenny, que fazem aniversário. Cerca de 20 garotas aguardaram os jogadores na entrada do Centro de Treinamento com faixas comemorativas.

O QUE ELE DISSE

Marcos

Durante o treino do Palmeiras

"Diego, volta para marcar"

"Está todo mundo ferrado e ninguém quer treinar"

"Não jogo mais nessa p..."

"Põe outro no meu lugar"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.