AFP
AFP

Isinbayeva diz que Rússia fez tudo que foi pedido no combate ao doping

Atleta aposentada acredita que a ARAF logo será aceita pela federação internacional

O Estado de S.Paulo

12 de dezembro de 2016 | 12h09

Escolhida para comandar o novo comitê de supervisão da Agência Antidoping da Rússia, Yelena Isinbayeva acredita que a federação russa de atletismo, a ARAF, logo será aceita novamente pela federação internacional, a IAAF. Para a bicampeã olímpica do salto com vara, agora atleta aposentada, os russos fizeram tudo que lhes foi pedido.

"Eu quero acreditar que eles logo chegarão a um acordo. Nós fizemos tudo que foi pedido, e fizemos inclusive antes do Rio-2016. Eu espero que a gente possa logo competir internacional, ou não teremos a chance de desenvolver o esporte na Rússia", cobrou ela, em entrevista ao site britânico especializado em política esportiva Inside The Games.

Desde que o escândalo de doping explodiu, no primeiro semestre do ano passado, Isinbayeva defende que os atletas russos são limpos. Mesmo apontada para supervisionar as reformas da Rusada, ela mantém o discurso. "Quero mostrar que os atletas russos são limpos e que estamos abertos ao mundo. O que aconteceu antes do Rio-2016 não foi justo ou limpo com os atletas honestos", afirmou.

A estrela do esporte russo apelou para os "sonhos roubados" dos jovens atletas russos que "treinaram duro e fizeram grande sacrifício" para estarem nos Jogos e que foram prejudicados por erros de outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.