David J. Phillip/AP
David J. Phillip/AP

Isinbayeva faz pedido à Iaaf: não punam nossos atletas honestos

Russa é um dos principais nomes do país no atletismo

REUTERS

13 Novembro 2015 | 18h40

A russa Yelena Isinbayeva, campeã olímpica do salto com vara, pediu nesta sexta-feira à Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf) para não punir os atletas honestos, após acusações de doping contra a Rússia.

A Iaaf deve tomar uma decisão em breve sobre se deve ou não proibir o atletismo russo de futuras competições, incluindo os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, uma medida recomendada na segunda-feira por uma comissão criada pela Agência Mundial Antidoping (Wada), que identificou suposto doping generalizado de atletas russos.

"A situação que a equipe nacional russa está agora é muito triste, mas peço a vocês para não tratar todos os atletas da mesma forma negativa", disse Isinbayeva em uma carta aberta dirigida à comunidade mundial de atletismo, no site da Federação de Atletismo da Rússia.

"Espero que os líderes da Iaaf mostrem sabedoria", afirmou ela, prevendo que "a decisão correta será tomada".

"Os que forem culpados vão pagar o preço, e aqueles que são inocentes terão a oportunidade de competir e representar o nosso país de forma digna em todas as arenas esportivas internacionais", completou.

Isinbayeva, de 33 anos, é duas vezes medalhista de ouro olímpica, três vezes campeã mundial e recordista mundial da prova.

Mais conteúdo sobre:
Rio 2016, atletismo, doping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.