Itália dá vexame e não pode mais igualar Brasil

JOHANNESBURGO

, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2010 | 00h00

Eliminada de forma melancólica pela Eslováquia (derrota por 3 a 2), a Itália se despediu ontem da Copa na primeira fase e perdeu a chance de igualar as cinco conquistas do Brasil no Mundial da África do Sul. Com um elenco envelhecido, a equipe de Marcello Lippi, atual campeã mundial, mostrou um futebol muito inferior ao da Copa da Alemanha.

Para especialistas italianos, o revés de ontem superou o fiasco da eliminação para a Coreia do Norte, em 1966. A tetracampeã poderá ser alcançada neste Mundial pela Alemanha, que ganhou a Copa três vezes e já está garantida nas oitavas de final.

Após ter empatado os dois primeiros jogos, com Paraguai (1 a 1) e Nova Zelândia (1 a 1), o time italiano teve ontem exposta toda a sua fraqueza e sucumbiu diante dos eslovacos, que avançaram na segunda posição do Grupo F. O Paraguai, que empatou sem gols com a Nova Zelândia, terminou na liderança.

Tristeza nas 3 nações

Itália: Atual campeã do mundo, equipe não vence nenhum jogo na África e é eliminada cedo

França: Atual vice dá vexame e, em meio a crise inédita, cai com 2 derrotas e um empate

África do Sul: Equipe de Parreira é a 1ª da história a cair em casa na primeira fase

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.