Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Itália quer dar espetáculo contra França

Treinador Cesare Prandelli escalou um time jovem e com qualidade técnica para o jogo em Parma

O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2012 | 02h03

SÃO PAULO - Em seu trabalho para rejuvenescer a seleção italiana e arejar o seu estilo de jogo, o técnico Cesare Prandelli aposta na juventude e no talento de El-Shaarawy (20 anos), Balotelli (22) e Verrati (20) para fazer um bom papel no amistoso contra a França que será disputado nesta quarta-feira, às 17h45, em Parma.

"Queremos dar espetáculo", disse o treinador, numa declaração pouco comum em alguém que comanda a Azzurra - a tradição italiana é feita de equipes que se defendem bem e têm pouca fantasia.

El-Shaarawy é um dos poucos que se salvam no péssimo início de temporada do Milan. O atacante de origem egípcia tem oito gols no Campeonato Italiano e divide a artilharia com Cavani (Napoli) e Lamela (R0ma). Verratti, um meia de toque refinado e visão de jogo, se destacou no Pescara na conquista da Série B na temporada passada e vai muito bem no Paris Saint-Germain. E Balotelli, embora viva se envolvendo em polêmicas, foi bem na Eurocopa e tem crédito com o treinador.

No meio de campo Prandelli vai dar descanso ao veterano Pirlo, mas continuará fiel à ideia de formar o setor com gente que sabe o que fazer com a bola. Junto com Verratti jogarão Marchisio e Montolivo, dois homens que se destacam mais pela qualidade técnica do que pela capacidade de marcação.

"Precisamos aproveitar a evolução dos jovens", afirmou o treinador. "Vamos enfrentar uma grande equipe, que também joga ofensivamente, e quero ver um time com personalidade."

OUTROS JOGOS

Em outro choque de gigantes europeus, a Holanda receberá a Alemanha em Amsterdã. Os alemães estarão desfalcados de Özil, Klose, Shweinsteiger, Toni Kroos, Schmelzer, Boateng, Mario Gómez e Khedira.

A campeã mundial Espanha jogará no Panamá, num amistoso considerado inútil pela imprensa e pelos treinadores dos clubes que tiveram jogadores convocados. Xabi Alonso, Xavi e Piqué serão poupados.

A Argentina enfrentará a Arábia Saudita em Riad, e Messi terá uma boa chance para se aproximar de Maradona na lista de maiores goleadores da seleção. Ele está em quarto lugar com 31 gols em 75 partidas, e Dieguito marcou 34 em 91. Batistuta (54 gols) e Crespo 35 são os principais artilheiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.