Italiano renuncia ao cargo de vice-presidente do COI

O italiano Mario Pescante renunciou nesta terça-feira ao cargo de vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), na sequência da recusa do governo do seu país a apoiar a candidatura da cidade de Roma aos Jogos Olímpicos de 2020, anunciada na semana passada. O COI possui outros três vice-presidentes.

AE-AP, Agência Estado

21 de fevereiro de 2012 | 13h53

A candidatura de Roma foi cancelada após o primeiro-ministro Mario Monti recusar-se a fornecer as garantias financeiras necessárias do governo em um momento de crise econômica na Itália. Pescante, que já comandou o Comitê Olímpico Italiano, era o presidente da candidatura de Roma.

Ele disse nesta terça-feira que "se sente um pouco envergonhado de estar representando um país que jogou a toalha cedo". Para Pescante, a decisão do governo italiano o deixou em situação em situação difícil em relação aos líderes do COI. Apesar de sua renúncia ao cargo de vice-presidente, Pescante continuará a ser um membro italiano do comitê executivo da entidade.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaCOIMario Pescante

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.