Srdjan Suki/EFE
Srdjan Suki/EFE

Italianos reconhecem Espanha 'um passo à frente'

De Rossi e Prandelli fazem questão de encher a bola do time espanhol

LUÍS AUGUSTO MONACO, Agência Estado

18 de junho de 2013 | 20h44

RECIFE- A derrota da seleção italiana sub-21 por 4 a 2 para a Espanha na final da Eurocopa da categoria, disputada nesta terça-feira em Israel, foi assunto na coletiva que o técnico Cesare Prandelli e o volante De Rossi deram na Arena Pernambuco. Eles reconheceram a superioridade espanhola no continente (em 2012 a seleção principal perdeu por 4 a 0 para a Espanha na final da Eurocopa), mas acreditam que o futebol italiano está no caminho certo para ganhar títulos importantes.

"Não é desconfortável ver a Espanha ganhando tudo. Eles jogam bonito, dá gosto de ver. E têm vencido com méritos. Mas estamos chegando perto, tanto que decidimos as duas últimas competições com eles", disse De Rossi. "Eu tinha esperança de que a Sub-21 venceria, mas bastou ver cinco minutos de partida para entender que seria muito difícil o título não ficar com a Espanha. Eles ainda estão um passo à frente."

Para Prandelli, o segredo do momento de ouro vivido pelos espanhóis - com títulos importantes nas categorias de base e o triunfo da equipe principal nas duas últimas Eurocopas e no Mundial de 2010 - é a manutenção de um trabalho voltado para um estilo de jogo único. "A Espanha é aplaudida por seu jogo de posse de bola, e isso se vê em todas as suas seleções. Deveríamos seguir esse exemplo e parar de pensar só em resultados a curto prazo."

O treinador disse ter mandado uma mensagem a Davis Mangia, o treinador da sub-21, parabenizando-o pelo desempenho da equipe em Israel. "Disse a ele que todos na delegação devem se sentir orgulhosos pelo campeonato que fizeram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.