Pedro Nunes/ Reuters
Pedro Nunes/ Reuters

Italo é vice na França e acirra briga por título do surfe e vagas olímpicas

Surfista brasileiro agora é o quarto colocado, com 42.400, atrás do sul-africano Jordy Smith e de Filipe Toledo e Gabriel Medina

Redação, Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2019 | 14h08

A disputa pelo título do Circuito Mundial de Surfe e pelas vagas brasileiras na Olimpíada de Tóquio ficou mais acirrada com a conclusão da etapa da França, a nona das 11 previstas para a temporada 2019. Nesta sexta-feira, Ítalo Ferreira foi vice-campeão do evento em Hossegor, tendo perdido a final para o francês Jeremy Flores.

O brasileiro Gabriel Medina, que nesta sexta foi eliminado nas oitavas de final, continua na frente do ranking, com 48.015 pontos, seguido pelo compatriota Filipe Toledo, com 45.730, e pelo sul-africano Jordy Smith, com 43.515. Ítalo agora é o quarto colocado, com 42.400, à frente do norte-americano Kolohe Andino, com 41.250.

O surfe do Brasil iniciou o dia com três representantes nas oitavas de final, mas só Ítalo conseguiu avançar. Medina deixou o evento ao perder para o australiano Adrian Buchan por 10 a 9,5, enquanto Yago Dora, punido por interferência, caiu diante de Andino por 10,33 a 6.

Ítalo abriu o seu dia derrotando o francês Michael Bourez por 13,84 a 8,06, avançando às quartas de final. Depois, obteve a classificação às semifinais ao bater Andino por 13,93 a 11,36. E se garantiu na decisão ao fazer 11,6 a 10,83 no italiano Leonardo Fioravanti ainda que tenha se lesionado ao tentar um aéreo.

Só que aí Flores se deu melhor na final ao conseguir a nota 9,67 logo em sua primeira onda. No somatório, derrotou Ítalo por 15 a 8,23. Mas o potiguar vai deixar a França mais vivo na briga pelo título mundial e por uma das vagas brasileiras nos Jogos de Tóquio - são duas por país se os surfistas terminarem o campeonato entre os dez primeiros. Já Flores fez história ao se tornar o primeiro francês ao vencer a etapa de Hossegor.

A etapa de Portugal, em Peniche, será a próxima do campeonato e está marcada para se iniciar na quarta-feira. Ítalo foi o vencedor dessa disputa no ano passado.

Ranking mundial masculino de surfe (após 8 etapas):

1: Gabriel Medina (BRA) – 48.015 pontos

2: Filipe Toledo (BRA) – 45.730

3: Jordy Smith (AFR) – 43.515

4: Italo Ferreira (BRA) – 42.400

5: Kolohe Andino (EUA) – 41.250

6: Kanoa Igarashi (JPN) – 35.430

7: Owen Wright (AUS) – 34.780

8: John John Florence (HAV) – 33.220

9: Jeremy Flores (FRA) – 31.450

10: Julian Wilson (AUS) – 29.525

11: Ryan Callinan (AUS) – 27.535

11: Seth Moniz (HAV) – 27.535

13: Kelly Slater (EUA) – 27.035

14: Michel Bourez (TAH) – 24.835

15: Wade Carmichael (AUS) – 23.705

16: Adrian Buchan (AUS) – 23.500

17: Conner Coffin (EUA) – 21.355

18: Deivid Silva (BRA) – 20.855

19: Jack Freestone (AUS) – 20.705

20: Willian Cardoso (BRA) – 19.930

21: Griffin Colapinto (EUA) – 19.640

22: Yago Dora (BRA) – 19.365

--------outros brasileiros:

23: Caio Ibelli (BRA) – 19.075 pontos

26: Michael Rodrigues (BRA) – 16.585

28: Peterson Crisanto (BRA) – 15.810

29: Jessé Mendes (SP) – 13.820

31: Jadson André (RN) – 12.190

35: Adriano de Souza (SP) – 8.995

42: Mateus Herdy (SC) – 1.860

44: Krystian Kymerson (ES) – 1.330

52: Alex Ribeiro (SP) – 265

Ranking mundial feminino de surfe (após 8 etapas):

1: Carissa Moore (HAV) – 57.260 pontos

2: Lakey Peterson (EUA) – 49.935

3: Sally Fitzgibbons (AUS) – 46.815

4: Caroline Marks (EUA) – 46.020

5: Courtney Conlogue (EUA) – 41.080

6: Stephanie Gilmore (AUS) – 40.855

7: Malia Manuel (HAV) – 35.155

8: Tatiana Weston-Webb (BRA) – 34.610

9: Johanne Defay (FRA) – 33.815

10: Brisa Hennessy (CRI) – 25.495

12: Silvana Lima (BRA) – 22.020

20: Tainá Hinckel (BRA) – 2.610

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.