Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Italo, Medina e Filipinho avançam à 3ª fase em Pipeline; Mineirinho na repescagem

Temporada de 2021 do Circuito Mundial de Surfe começou após quase um ano de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus

Redação, Estadao Conteudo

10 de dezembro de 2020 | 08h38

A temporada de 2021 do Circuito Mundial de Surfe começou. Depois de quase um ano de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus, que provocou o cancelamento do campeonato de 2020, os surfistas caíram na água na quarta-feira para a disputa da primeira fase da etapa de Pipeline, no Havaí. Dos 11 brasileiros na disputa, oito passaram direto à terceira fase - entre eles os campeões mundiais Italo Ferreira e Gabriel Medina - e outros três, incluindo Adriano de Souza, o Mineirinho, foram para a repescagem.

Um ano após se consagrar em Pipeline, Italo iniciou a defesa do título da etapa e do Mundial contra o sul-africano Matthew McGillivray e o peruano Miguel Tudela. Mesmo com ondas pequenas, o brasileiro passou em primeiro. "Foi um ano longo para todos, mas aproveitei minha família e tive tempo para treinar e surfar muito. Foi uma bateria muito difícil. Estava grande ontem (terça-feira) e hoje (quarta) estava diferente. Tive que fazer aéreos porque Pipeline estava diferente. Mas estou feliz de ter passado e estar competindo de novo", comemorou.

No sufoco, em uma bateria com emoção até o último segundo, Medina e Mineirinho decidiram a segunda posição na última série - o havaiano Josh Moniz passou em primeiro. Medina precisava de menos de 1 ponto para virar e pegou uma onda pequena. Acertou a primeira manobra, mas caiu na segunda. Mesmo assim, o bicampeão mundial virou sobre o compatriota por 5,60 a 5,57 no somatório.

Na outras baterias, Yago Dora, Filipe Toledo e Caio Ibelli garantiram três vitórias brasileiras, enquanto que Jadson André, Deivid Silva e Miguel Pupo se classificaram em segundo. Já Peterson Crisanto e Alex Ribeiro ficaram em terceiro em suas baterias e também vão ter que passar pela repescagem.

Nesta fase, os dois melhores de cada bateria seguirão vivos na etapa de Pipeline. Entre os 12 surfistas que disputam a repescagem, dois já venceram a competição no Havaí: o campeão mundial Adriano de Souza e o australiano Julian Wilson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.