Itaquerão vai receber R$ 160 milhões da Prefeitura

Valor corresponde à 1ª cota dos incentivos fiscais para as obras da arena, mas liberação depende ainda de documentação

O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h03

Depois de meses de indefinição e até algumas ameaças veladas de paralisação das obras, o Itaquerão deve receber nos próximos dias a primeira cota, de cerca de R$ 160 milhões, dos Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs) para a construção do estádio. O valor corresponde a 38% dos R$ 420 milhões em incentivos fiscais aprovados no ano passado pela Câmara Municipal de São Paulo para o palco de abertura da Copa de 2014.

A liberação dos certificados, no entanto, depende da solução de problemas de documentação do fundo imobiliário criado pelo Corinthians e pela Odebrecht para a construção da arena.

A emissão dos títulos é proporcional ao índice de execução da obra - são 60% por fase finalizada - e o valor gasto até então. Nesta semana, a arena alcançou 54,88% de conclusão, mas o laudo considerado para a aprovação da cota é referente ao mês de julho. O fundo havia solicitado o acesso a R$ 220 milhões, mas terá à disposição entre R$ 156 milhões e R$ 160 milhões.

Os CIDs podem servir para pagamento de impostos municipais (IPTU, ISS e ITBI) ou negociados com outras empresas.

Até o fim do mês passado, haviam sido gastos R$ 372 milhões com as obras da arena do Corinthians - R$ 150 milhões obtidos em um empréstimo do Banco do Brasil, R$ 100 milhões do Santander e R$ 122 milhões da própria Odebrecht.

O fundo espera pelos R$ 400 milhões da linha de crédito do BNDES, não liberados porque o Banco do Brasil, repassador dos recursos, considera ainda insuficientes as garantias dadas pela construtora.

Mundial de Clubes. O Ulsan Hyundai é o quarto time classificado para o Mundial, em dezembro. Os sul-coreanos garantiram a vaga ontem ao derrotar o Al Ahli, da Arábia Saudita, por 3 a 0 e conquistar o título da Liga dos Campeões da Ásia. A equipe será rival do Chelsea na semifinal caso consiga passar pelo mexicano Monterrey na primeira partida.

Ainda faltam ser conhecidos os representantes do Japão, país-sede, e da África.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.