Jadel e Hudson são esperanças do Brasil

Assim como alguns dos outros brasileiros que disputarão o Mundial de Atletismo em Paris, de sábado ao dia 31, com cerca de dois mil atletas de pelo menos 190 países, Jadel Gregório já estava na Europa participando de meetings antes de ganhar a prata pan-americana em São Domingos. O triplista, campeão brasileiro e sul-americano, é um dos destaques da delegação do Brasil, que embarca na noite desta terça-feira para a capital francesa.O paranaense de 22 anos detém o recorde indoor sul-americano com 17,35 metros. Jadel ainda está em primeiro lugar no ranking sul-americano, com 17,11 metros, marca obtida no Meeting de Turim, em junho.Hudson de Souza, campeão pan-americano dos 1.500m e 5.000m em São Domingos, também pode ser esperança de medalha no Mundial, mas apenas nos 1.500 - ele não é especialista nos 5.000. Recordista sul-americano com 3m33s99, o brasiliense de 26 anos tem chance de chegar entre os finalistas na prova em Paris.Um dos técnicos da equipe brasileira, Jayme Netto Júnior, lamentou a ausência do velocista Claudinei Quirino, bicampeão pan-americano no 4x100 metros (se confirmado o ouro em setembro, com a desclassificação dos norte-americanos por causa do doping por Efedrina de Mickey Grimes). Claudinei sentiu uma contusão no calcanhar e não viajou com o grupo.A delegação brasileira em Paris terá Edson Luciano e Jarbas Mascarenhas (100m e 4x100m); André Domingos (200 m e 4x100m); Cláudio Roberto Souza (4x100m); Vicente Lenilson (4x100m); Anderson dos Santos (400m); Jadel Gregório (salto triplo); Osmar Barbosa (800m); Hudson de Souza (1.500m); Márcio Simão, Mateus Inocêncio e Redelen Melo dos Santos (110m com barreiras); Fabrício Romero (salto em altura); Sérgio Galdino (marcha atlética de 20 quilômetros); Geisa Coutinho (400m); Maíla de Paula Machado (100m com barreiras) e Elisângela Adriano (arremesso do peso).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.