Dominic Ebenbichler/Reuters
Dominic Ebenbichler/Reuters

Jamaica vence 4x100 m e Bolt iguala recorde de ouros no Mundial

Atleta fechou o revezamento jamaicano com o tempo de 37s36 e atingiu a marca histórica

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2013 | 12h09

MOSCOU - O astro Usain Bolt conquistou neste domingo a sua terceira medalha de ouro no Mundial de Atletismo, realizado em Moscou, e mais uma fez história. O astro compôs a equipe do revezamento 4x100 metros da Jamaica que venceu a prova, no último dia de competições, com um tempo de 37s36. Assim, conquistou o seu oitavo ouro na história do Mundial, igualando os feitos dos norte-americanos Carl Lewis e Michael Johnson.

Antes do revezamento, Bolt já havia vencido as provas dos 100 e 200 metros em Moscou. E agora ele passa a somar oito ouros em Mundiais. Em 2009, ele também venceu as três provas, enquanto em 2011 só não ganhou a disputa dos 100 metros, pois foi eliminado ao queimar a largada.

Assim, Bolt se tornou o maior vencedor da história do Mundial de Atletismo, com oito ouros. Além disso, ele é dono de duas pratas, conquistadas em 2007, nos 200 metros e no revezamento 4x100 metros. Já Lewis, soma oito ouros, uma prata e um bronze, enquanto Johnson tem oito ouros.

Neste domingo, Bolt foi poupado das semifinais do 4x100 metros, quando os competidores da Jamaica se classificaram na quarta colocação, atrás de Grã-Bretanha, Estados Unidos e Alemanha. Na final, porém, os jamaicanos garantiram o título mundial, com o quarteto formado por Nesta Carter, Kemar Bailey-Cole e Nickel Ashmeade.

Bolt foi o último competidor do quarteto jamaicano, que vinha fazendo uma disputa acirrada com a equipe norte-americana, que perdeu tempo na última passagem do bastão. Isso foi muito bem aproveitado por Bolt, que disparou nos 100 metros finais para conquistar mais uma medalha de ouro.

A equipe dos Estados Unidos ficou na segunda colocação, com um tempo de 37s66. E a Grã-Bretanha completou o pódio do revezamento 4x100 metros, em terceiro lugar, com a marca de 37s80.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.