Jamaicano do lançamento de disco admite doping

O atleta do lançamento de disco Traves Smikle confirmou que é um dos jamaicanos sob investigação num escândalo de doping. Ele disse em um comunicado que sua amostra de urina no campeonato nacional, a seletiva jamaicana para o Mundial de Atletismo, revelou um resultado analítico adverso.

AE-AP, Agência Estado

19 de julho de 2013 | 12h13

Smikle disse que não fez consciente ou intencionalmente o uso de qualquer substância proibida e solicitou uma análise da contraprova. "Estou muito triste e surpreso com esses resultados, eu nunca tentei enganar e sempre me comsiderei um embaixador para o esporte e um forte defensor de testes antidoping", disse.

O anúncio foi feito alguns dias após a revelação de que Asafa Powell, ex-recordista mundial dos 100 metros, e Sherone Simpson testarem positivo para o estimulante oxilofrone no campeonato nacional. Powell disse que não tentou trapacear, enquanto o treinador dos dois atletas negou ter dado substâncias proibidas para ambos.

Allison Randall, também uma atleta do lançamento de disco, assumiu no início desta semana ter dado positivo em um exame antidoping. Assim, resta a dúvida sobre a identidade de mais um atleta que foi flagrado em teste para detectar o uso de substâncias proibidas nos exames realizados durante o campeonato nacional.

Antes de ser atingido por esse novo escândalo, o atletismo da Jamaica já havia apresentado um outro caso de doping neste ano, com a campeã olímpica Veronica Campbell-Brown, que testou positivo para um diurético proibido, em maio.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingJamaicaTraves Smikle

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.