Japão conquista seu primeiro ouro no judô em Londres

Kaori Matsumoto foi a vencedora da categoria até 57kg, a mesma da brasileira Rafaela Silva

AE, Agência Estado

30 de julho de 2012 | 13h03

LONDRES - Principal força do judô mundial e inventor da modalidade, o Japão conseguiu a sua primeira medalha de ouro nos tatames dos Jogos Olímpicos de Londres nesta segunda-feira. E a primeira conquista japonesa veio com Kaori Matsumoto, vencedora da categoria até 57kg. Outro japonês, Riki Nakaya, perdeu na final masculina até 73kg para o russo Mansur Isaev.

A mesma categoria que viu Rafaela Silva ser eliminada por desclassificação também foi decidida por um golpe ilegal. Na final do peso leve feminino, Kaori Matsumoto e Corina Caprioriu foram para o golden score. E ali, depois de 17 segundos de luta, a romena derrubou a japonesa fazendo uma alavanca ilegal na perna da rival e acabou desclassificada.

Desta forma, o ouro da categoria ficou com a japonesa que liderou o ranking olímpico e venceu o Mundial de 2010, em Tóquio. Medalhista de prata, a romena surpreendeu, uma vez que foi apenas a sexta colocada do ranking.

Com as eliminações precoces de Mariana Silva e da portuguesa Telma Monteiro, respectivamente terceira e quarta cabeças de chave, o caminho ficou aberto para a francesa Automme Pavia e a norte-americana Marti Malloy ficarem com as medalhas de bronze. A húngara Hedvig Karakas, algoz da brasileira, perdeu para a francesa na disputa pelo terceiro lugar e ficou fora do pódio.

Na categoria masculina até 73kg, pela primeira vez nos Jogos de Londres os quatro cabeças de chave chegaram à semifinal. E, com os mais fortes se enfrentando diretamente, quem levou a melhor foi o russo Mansur Isaev, que venceu o coreano Ki-Chun Wang, líder do ranking olímpico na semi, e depois bateu o campeão mundial Riki Nakaya, do Japão, na grande final.

Algoz de Bruno Mendonça, o holandês Dex Elmont foi até a semifinal, mas perdeu nesta etapa para o japonês Nakaya. Depois foi batido por Nyam-Ochir Sainjargal, da Mongólia, na decisão do bronze, e acabou a Olimpíada sem medalha. Duas vezes campeão do mundo, o coreano Wang também volta para casa de mãos abanando. Ele perdeu o bronze para o francês Ugo Legrand.

Desta forma, a Rússia assumiu a liderança do quadro de medalhas do judô, sendo o único país a ter dois ouros. Na segunda posição aparece o Japão, que tem um ouro, duas pratas - perdendo duas finais para judocas russos -, e um bronze . O Brasil, com um ouro e um bronze, aparece em terceiro. Coreia do Norte e Geórgia também têm um ouro cada, enquanto a Romênia soma duas pratas e a França já coleciona três bronzes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.