Japoneses alucinados com Neymar

Enquanto o Barcelona não chega, craque do Santos é assediado por uma multidão de fãs e profissionais da imprensa do Japão no hotel e shoppings

LUÍS AUGUSTO MONACO / NAGOYA ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2011 | 03h06

A "Neymarmania" chegou com força ao outro lado do mundo. O menino da Vila é o centro das atenções dos jornalistas que cobrem o Mundial e atrai fãs entusiasmados por onde anda. Seu carisma é a salvação para uma competição que não decola à espera da estreia do Santos e da chegada do estelar Barcelona.

Na entrevista coletiva que deu no início da manhã de ontem o craque disse estar surpreso por ser tão conhecido no Japão. E depois do almoço teve uma amostra da dimensão de sua grandeza por aqui. Ele aproveitou a folga dada por Muricy Ramalho para ir a um shopping com Elano e Ganso, e pôde perceber que é um superstar em Nagoya.

Neymar achou que seria tranquilo deixar o hotel, mas bastou colocar o pé no saguão para se dar conta de seu erro de avaliação. Foi cercado por fãs que não o deixavam dar um passo, e precisou voltar para o quarto. A assessoria de imprensa do Santos determinou que dois seguranças acompanhassem o trio. E Neymar colocou um chapéu para esconder o penteado que o denuncia, na tentativa de não ser reconhecido com tanta facilidade. Os três jogadores saíram em um táxi junto com um jornalista do clube, e os seguranças os seguiram em outro - um intérprete também estava no carro.

No shopping Neymar só tinha sossego quando entrava nas lojas - mas aí os pedidos de autógrafos e fotos, com muito menos alarido é claro, partiam dos funcionários. Pelos corredores, um séquito o marcava por pressão - o que dava trabalho para a dupla de seguranças. O tal chapéu não foi um disfarce muito eficiente...

A popularidade assustadora de Neymar no Japão impressiona até os jornalistas locais. Ouvidos pelo Estado, vários disseram que o garoto conseguiu um feito inédito. "Os grandes jogadores brasileiros sempre foram populares aqui, mas os mais admirados eram os que jogavam na Europa. Nunca um jogador que atua no Brasil foi tão famoso no Japão como o Neymar", disse Masaki Shimozono, repórter de uma tevê e que viveu cinco anos em São Paulo. "Ele tem tantos fãs aqui porque é um genial."

Os veículos de comunicação japoneses tratam de tirar proveito do interesse por Neymar. Nos últimos meses mandaram gente ao Brasil para fazer matérias sobre o Santos, e claro que o jogador mais procurado foi Neymar.

O clube, consciente de que o astro poderia ser a chave para abrir portas importantes no país, atendeu a todos os inúmeros pedidos de entrevistas. O resultado é que desde que a delegação aterrissou em Nagoya, na quinta-feira, a obsessão dos japoneses é se aproximar do craque.

Enquanto Messi não chega, Neymar reina absoluto como estrela do Mundial. E se jogar quarta-feira o que vinha jogando no Brasil, dois seguranças não serão suficientes para abrir o seu caminho quando ele se aventurar a sair do hotel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.