Jean Todt se afasta definitivamente da Ferrari

O francês Jean Todt, que já havia se afastado das provas de Fórmula 1, encerrou nesta terça-feira suas atividades na Ferrari, após 16 anos na escuderia italiana. Ele trabalhava atualmente como membro do conselho da equipe. O anúncio oficial foi feito por Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari.

AE, Agencia Estado

17 de março de 2009 | 14h57

"Jean Todt foi uma figura chave na história da Ferrari ao longo dos últimos anos", disse. "Sua capacidade e paixão definiu o seu trabalho e o fez ganhar respeito de toda equipe e fãs da Ferrari. Eu quero lhe oferecer felicidade em um futuro ainda mais rico", agradeceu.

Desde que chegou a Maranello, Todt trabalhou como diretor

de gestão esportiva, executivo-chefe e membro do conselho de administração. "Todos estes anos passados juntos, as vitórias, mas também os tempos difíceis, criaram uma relação entre Jean Todt e Ferrari que vai durar para sempre", completou Montezemolo.

Mais conteúdo sobre:
FerrariJean Todt

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.