Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Jelimo leva o ouro. Gisele de Oliveira fica em último

A queniana Pamela Jelimo, de apenas 18 anos, conquistou o ouro nos 800 metros no Mundial de Atletismo, ontem, em Stuttgart, e encerrou, assim, uma temporada perfeita na qual permaneceu invicta, com 14 vitórias nessa prova. Com a marca de 1min56s23, recorde do campeonato, a atleta chegou mais de dois segundos à frente da segunda colocada, Janeth Jepkosgei (1min58s 41), também do Quênia. Jelimo, que começou a disputar a prova dos 800 m neste ano, conquistou o ouro olímpico em Pequim e o prêmio de US$ 1 milhão na Golden League.Única representante do Brasil a competir no segundo e último dia do torneio, Gisele de Oliveira ficou na oitava e última posição no salto triplo, com a marca de 13,55 m. A vencedora da prova foi a russa Anna Pyatykh, com 14,78 m. A prata ficou com Tatyana Lebedeva (14,63 m), também da Rússia, e o bronze com a eslovena Marija Sestak (14,63 m). Assim, a única medalha brasileira na competição foi a prata de Jadel Gregório no salto triplo, obtida no sábado. Em um dia sem quebra de recordes mundiais, a atual campeã olímpica no salto em altura, a búlgara Tia Hellebaut, não conseguiu repetir os bons saltos feitos em Pequim e terminou apenas em terceiro lugar, com 1,97 m. O ouro ficou com a croata Blanka Vlasic (2,01 m) e a prata, com a russa Anna Chicherova (1,99 m).Nos 400 metros rasos, a norte-americana Sanya Richards levou o ouro com o tempo de 50s41 e superou a campeã olímpica Christine Ohuruogu, da Inglaterra (50s83).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.