Jeune-Turc surpreende e vence o GP São Paulo

Numa disputa acirrada, cavalo do Stud CED dispara no final e se consagra em Cidade Jardim

Camila Anauate, O Estadao de S.Paulo

19 de maio de 2008 | 00h00

Nem Quick Road, nem Blessed Mustang. Os dois cavalos favoritos à vitória do Grande Prêmio São Paulo (G.I), a maior prova do turfe paulista, que ocorreu ontem, no Hipódromo de Cidade Jardim, nem chegaram entre os dez primeiros. A surpresa da tarde foi Jeune-Turc, do Studio CED, que disparou na reta final e venceu a prova de 2.400 metros, em terreno de grama, em 2min27s100.Foi uma disputa acirrada. Jeune-Turc ainda estava na sexta colocação na segunda parte da reta oposta e entrou na reta final em quinto lugar. Mas, nos últimos metros, ele disparou de uma maneira impressionante para cruzar a linha de chegada pouco mais de um corpo à frente do segundo colocado, Naperon, de propriedade do Pontadascanas Agropecuária Ltda.Quick Road, cavalo defensor do Stud JCM, tinha chances de conquistar o bicampeonato do Grande Prêmio São Paulo, mas ficou em 12º lugar. Seu maior desafiante, Blessed Mustang, que está em ascensão e mostrou ótima forma nas últimas corridas, chegou em 13º. "Essa é uma vitória importante para todo profissional do turfe", disse o jóquei campeão, Tiago Josué Pereira, que disputou pela primeira vez o Grande Prêmio São Paulo. "Não tenho nem palavras de tanta emoção. Só posso agradecer a toda a equipe, desde o cavalariço até o proprietário, por acreditar desde o começo no meu trabalho. Parabéns para todo mundo", completou.Para o treinador de Jeune-Turc, Venâncio Nahid, o triunfo era esperado. "Sabíamos que seria um páreo duro, mas o cavalo chegou bem para essa prova e o jóquei foi perfeito", comentou. "Foi uma vitória apertada, mas o cavalo arrumou uma passagem na hora certa." O criador de Jeune-Turc, Mário da Costa Moglia, do Haras Fronteira, estava emocionado com o resultado. "Ganhar uma das principais provas de turfe do Brasil é uma grande satisfação", afirmou. "Isso traz muita credibilidade para quem trabalha com a criação."Segundo Moglia, a expectativa é que Jeune-Turc corra o Grande Prêmio Brasil, em agosto, na Gávea, mas existe a possibilidade de que vá direto para os Estados Unidos. PREMIAÇÃOOutra surpresa da tarde foi a presença de Pelé para a entrega dos prêmios aos campeões. O Rei chegou de carruagem, subiu no pódio e passou as taças à equipe vencedora. Além do jóquei, o criador, o treinador e o proprietário de Jeune-Turc levaram um troféu. O prêmio em dinheiro foi de R$ 150 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.