Reprodução/Instagram/jhenniferalvesc
Reprodução/Instagram/jhenniferalvesc

Jhennifer Alves fatura ouro inédito para a natação brasileira na Universíada

Brasileira sobe no lugar mais alto do pódio na prova dos 50 metros peito, em Nápoles, na Itália

Redação, Estadão Conteúdo

10 de julho de 2019 | 23h21

Em grande fase, Jhennifer Alves Conceição conquistou nesta quarta-feira mais um resultado relevante para a natação brasileira. A nadadora faturou a medalha de ouro na prova dos 50 metros peito na Universíada, que está sendo realizada em Nápoles, na Itália, com o tempo de 30s73.

Em junho, Jhennifer, que vai representar o País nos Jogos Pan-Americanos de Lima, quebrou o recorde sul-americano nas provas dos 50m peito e dos 100m peito. Agora, então, se tornou a primeira nadadora brasileira a ser ouro na história da Universíada.

"É muito gratificante [a sensação de ganhar a medalha]. Eu já tinha ficado feliz com os 100m peito aqui e os 50m acredito que esteja ficando um pouco fácil de sair da casa dos 30 segundos. É a primeira medalha de ouro feminina nos Jogos Universitários Mundiais e estou muito feliz de estar fazendo história. É um grande sonho meu incentivar essa garotada a batalhar e competir fora", afirmou.

Também nesta quinta-feira em Nápoles, o quarteto do revezamento 4x100 metros medley, composto por Iago Moussalem, Marco Antônio Junior, Pedro Cardona e Gabriel Fantoni, levou a medalha de bronze com a marca de 3min35s33, ficando atrás da equipes dos Estados Unidos e da Rússia.

ATLETISMO 

Na disputa do atletismo, o Brasil assegurou duas medalhas no salto triplo. No Estádio San Paolo, Mateus Adão conquistou a prata, enquanto o bronze foi para Alexsandro de Melo, em resultado definido apenas no desempate, após ambos alcançaram 16,57 metros. Eles foram superados por Nazim Babayev, do Azerbaijão, que foi o campeão. Os medalhistas brasileiros vão competir no Pan de Lima.

Tudo o que sabemos sobre:
natação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.