Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Jô celebra dias marcantes e mira vaga na Copa de 2014

Atacante marcou um dos gols da seleção brasileira no sábado

LEANDRO SILVEIRA, Agência Estado

16 de junho de 2013 | 14h40

Os últimos dias têm sido marcantes e especiais para Jô. Convocado de última hora para a seleção brasileira, o atacante acabou ficando com a vaga do também atacante Leandro Damião, cortado por causa de uma lesão, na disputa Copa das Confederações. E o jogador do Atlético-MG não decepcionou, tanto que marcou o terceiro gol do Brasil na vitória por 3 a 0 sobre o Japão, sábado, no Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha), na abertura da competição.

Satisfeito, o centroavante celebrou o bom momento. "Sem dúvida, fica marcado, passa um filme na cabeça com tudo que se passou na minha carreira, o apoio dos familiares e os amigos. É uma emoção muito boa. Só quem fez um gol pela seleção brasileira sabe o quanto isso é bacana", disse Jô, que marcou o seu primeiro gol pela seleção no sábado, após entrar na parte final do segundo tempo, e recebeu elogios do técnico Luiz Felipe Scolari.

Após a vitória sobre o Japão, o treinador destacou que Jô aproveitou muito bem a oportunidade. Reserva de Fred na seleção brasileira, o atacante acredita que ainda está longe de garantir presença na Copa do Mundo de 2014, mas admitiu que este é um dos seus principais objetivos para os próximos meses.

"Tenho que dar um passo de cada vez. Estou tendo oportunidades, consegui fazer dez bons minutos e com um gol marcado (contra o Japão). Mas isso não significa uma vaga garantida. Tenho que trabalhar bem na Copa das Confederações, continuar fazendo o que faço no meu clube. Trabalho para ter uma oportunidade no Mundial", comentou o atacante.

Como estava inicialmente fora da lista de convocados para a Copa das Confederações, Jô ia aproveitar o período de paralisação das competições no Brasil para viajar com a sua esposa. O compromisso teve que ser adiado em razão do chamado de última hora, mas nem incomodou o atacante.

"Tinha programado uma viagem com a minha esposa, mas surgiu essa oportunidade e é uma alegria imensa", contou Jô. "Seleção é a coisa mais importante para um jogador, é o que eu mais almejei. Esses dias estão sendo maravilhosos, nunca vivi algo assim", completou. "Deixa a viagem para o fim do ano."

Tudo o que sabemos sobre:
Copa das Confederaçõesfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.