Joanna Maranhão chora ao reencontrar técnico em audiência

Nadadora diz que sofreu abuso sexual de Eugênio Miranda quando tinha 9 anos; treinador nega a acusação

Angela Lacerda, O Estado de S. Paulo

24 de março de 2008 | 13h42

  Teresa Maia/Diário de Pernambuco Nadadora Joanna Maranhão chora durante audiência de conciliação em Recife A nadadora Joanna Maranhão se reencontrou nesta segunda-feira com o seu ex-técnico Eugênio Miranda, em audiência de conciliação realizada no Fórum Thomaz de Aquino, em Recife. A atleta afirma que sofreu abuso sexual do treinador quando tinha 9 anos. Na audiência, Joanna chorou ao rever o treinador. Segundo a mãe da nadadora, Terezinha Maranhão, a atleta se emocionou pois "fazia muito tempo que não se encontrava com Miranda". O encontro entre o treinador e a atleta durou poucos minutos. Nenhuma da partes quis a conciliação. Agora, eles darão continuidade ao processo com depoimentos, o que deve ocorrer dentro de 30 ou 60 dias. Miranda nega que tenha cometido o abuso e processa Joanna e Teresinha por difamação. Um grupo de pais e alunos do treinador acompanhou do lado de fora o julgamento - eles acreditam na inocência do técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
NataçãoJoanna Maranhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.