Dominic Ebenbichler/Reuters
Dominic Ebenbichler/Reuters

João Gomes é prata nos 50m peito e Brandonn leva bronze nos 400m medley na Itália

Nadador brasileiro ficou atrás apenas de Adam Peaty, recordista mundial da modalidade

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2017 | 17h50

A natação brasileira conquistou mais duas medalhas no Troféu Sette Colli, em Roma, neste sábado, o segundo dos três dias de competições do evento italiano. João Gomes Junior subiu ao pódio ao conquistar a medalha de prata nos 50 metros peito, enquanto Brandonn Almeida levou o bronze nos 400 metros medley.

João Gomes marcou o tempo de 26s95 na final e só ficou atrás do britânico Adam Peaty, o recordista mundial dos 50m peito, que cravou 26s61. O pódio foi completado pelo italiano Nicolo Martinenghi, com 27s03, sendo que o brasileiro melhorou consideravelmente seu desempenho em relação às eliminatórias, nas quais havia sido o quinto mais rápido.

Já Brandonn Almeida repetiu o resultado da fase classificatória nos 400m medley, prova que vai participar no Mundial de Esportes Aquáticos deste ano em Budapeste. Ele faturou o bronze com o tempo de 4min15s30, bem atrás da disputa pela vitória. O ouro foi para o húngaro David Verraszto, que fez 4min07s47, sendo apenas 0s52 mais rápido do que o japonês Daiyia Seto.

Leonardo de Deus foi o outro brasileiro que disputou uma final neste sábado no Troféu Sette Colli e ficou na sétima posição na disputa dos 200 metros borboleta, vencida pelo húngaro Tamas Kenderesi.

Manuella Lyrio e Etiene Medeiros, ambas nos 100m livre, e Thiago Simon, nos 200m livre, deixaram o evento ainda nas eliminatórias. Etiene, Cesar Cielo, Bruno Fratus e Nicholas Santos, aliás, aproveitaram a estadia em Roma e se encontraram com o papa Francisco neste sábado.

Na última sexta-feira, Fratus levou o ouro nos 50m livre, enquanto Cielo foi o quinto colocado. Já Etiene assegurou a prata nos 50m costas. O Troféu Sette Colli se encerrará neste domingo na capital italiana.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Nataçãonatação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.