FelipeOliveira/ DIVULGAÇÃO - 23/8/2011
FelipeOliveira/ DIVULGAÇÃO - 23/8/2011

Jobson pode ficar sem jogar até o fim do ano

Dispensado do Bahia, o jogador só pode atuar por um clube do Rio e assim mesmo nas Séries B, C ou D

, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2011 | 00h00

SALVADOR - Dispensado pelo Bahia por indisciplina, o atacante Jobson pode ficar sem jogar uma partida oficial até o fim do ano, mesmo que seja absolvido pela Corte Arbitral do Esporte, em setembro, por causa de doping por cocaína. O motivo: ele já realizou as duas transferências entre estados permitidas por temporada - jogou no Atlético-MG e no Bahia.

Além disso, ele não pode disputar mais a Série A do Campeonato Brasileiro, porque já superou o limite de 7 partidas - disputou 15 jogos pelo clube baiano. O atacante deve se reapresentar ao Botafogo, que não o quis no início de 2011 e dificilmente vai mudar de posição. "No Botafogo, ele não tem mais o direito de errar", disse o gerente de futebol Anderson Barros, em abril. Com o mercado restrito, a solução seria defender times do Rio em outras divisões do futebol brasileiro, como Duque de Caxias, na Série B, Macaé e Madureira, na Série C, ou ainda Audax e Volta Redonda, na D.

Antenor Joaquim, procurador de Jobson, explicou a dispensa do atleta. "A questão mesmo foram os horários. Ele não assimila muito bem regras", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.